Revista Proposta


Edição 127, janeiro / 2014

A edição 127 da Revista Proposta coloca em debate as muitas faces da juventude brasileira. Em foco, esses jovens que, em junho de 2013, apresentaram sua rica pluralidade e surpreenderam positivamente o país por sua força. Os textos dialogam com temas como feminismo, identidade, comunicação, solidariedade internacional e os desafios no campo. A edição traz ainda uma novidade: pela primeira vez inclui um ensaio fotográfico. Realizado pelo Coletivo Fotografia Expandida, o trabalho recebeu o título “Fotos para jogar luz na cidade”.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 126, fevereiro / 2013

A edição 126 da Revista Proposta traz o debate sobre os fundos populares, expressivas formas de solidaderiade popular-comunitária capazes de transformar a realidade de coletivos através de pequenos financiamentos. É nas iniciativas voltadas para o desenvolvimento de grupos marginalizados do desenvolvimento convencional que se apresenta esta experiência democrática. Questões como transparência, democratização do acesso aos recursos púplicos e a afirmação do lugar das organizações da sociedade civil também fazem parte das reflexões reunidas nesta edição.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 125, maio / 2012

O que será que – de fato – estará em pauta na Rio+20? Nesta edição, trazemos uma reflexão crítica ao que tem se desenhado como pilar da nova conferência da ONU. “Se, há 20 anos, foi constituído o conceito de desenvolvimento sustentável – como uma inovação discursiva capaz de garantir a manutenção das taxas de crescimento do capital através de uma forte aposta na tecnologia como fator-chave rumo a produção de bens infinita -, agora, é na “economia verde” que residem as promessas enganosas para salvar o planeta”.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 122, abril / 2011

A edição 122 da Revista Proposta traz discussões importantes sobre Justiça Ambiental. “Sob o risco de ficarmos distantes de uma solução real para o aquecimento global e seus drásticos prognósticos, não podemos mais aceitar um debate limitado de propostas que se reduzem à chamada lavagem verde dos mesmos mecanismos que produziram a situação perigosa em que toda humanidade ora se encontra”.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 112, junho / 2007

Economia Solidária e Tecnologia Social. Acreditando na construção das alternativas econômicas solidárias como forma de inclusão socioeconômica e geração de trabalho e renda para vários contingentes populacionais ainda marginalizados e precarizados, a Fase promove o debate sobre a economia solidária com o enfoque da tecnologia social nesta edição da Proposta.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 111, março / 2007

Economia Solidária e Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares. Põe em pauta o tema da economia solidária na perspectiva da incubação de Cooperativas Populares.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 102, novembro / 2004

A edição “Contra-hegemonia” apresenta ao leitor um debate sobre os grandes desafios do Fórum Social Mundial (FSM). Aborda a disputa de rumos deste espaço de encontro entre os movimentos. redes e organizações que lutam contra o neoliberalismo e a guerra, buscando a construção de um outro mundo possível. Essa revista foi publicada às vésperas da quinta edição do FSM, em 2005, e apresenta uma pluralidade de opiniões sobre o Fórum. Fala sobre trabalho, economia solidária, apresenta análises dos cenários nacional e internacional, dentre outros temas. Também traz a Carta Mundial sobre o Direito à Cidade, produto do Fórum Social das Américas e do Fórum Mundial Urbano, ambos realizados em 2004.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 101, julho / 2007

“O Brasil tem fome de direitos” traz uma exigência de cumprimento e garantia da Constituição de 1988. Traça também uma trajetória dos direitos humanos no Brasil, um panorama da política externa nessa área e uma análise de programas sociais, além de mostrar como há desigualdades no acesso à Justiça no país. Este número inclui ainda a Carta de Brasília, aprovada na plenária da IX Conferência Nacional de Direitos Humanos. As ações afirmativas também merecem atenção, já que as pessoas têm “o direito a serem iguais quando a diferença as inferiorizam e direito a serem diferentes quando a igualdade as descaracterizam”. Por fim, a revista critica a tentativa de privatização da água, bem natural tão central para a vida.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 100, maio / 2004

Neste número, a Revista Proposta traz como tema “Direitos humanos na sociedade da informação”. A edição, publicada em 2004, destaca o debate como ousado. Ainda assim, pressente que este “será um dos temas de maior importância no futuro imediato: a sociedade da informação, o direito humano à informação e as ferramentas de sua difusão tais como a Internet e o Software Livre. Foram convidados uma série de especialistas para abordar estes assuntos visando expor distintos olhares.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 99, fevereiro / 2004

Essa edição discute a pauta da Justiça Ambiental através de reflexões sobre nossa sociologia histórica, demonstrando como “em poucos países do mundo o peso do passado é tão intenso quanto no Brasil”; e da questão do território, da privatização do meio ambiente e da crise socioambiental planetária e, em particular, do Brasil no confronto dos rumos da política dominante versus a perspectiva socioambiental. A edição oferece ainda um panorama do desenvolvimento do direito ambiental no país, retoma a questão da falta de saneamento, analisa em que medida as propostas de política energética revelam a preocupação com a sustentabilidade ambiental e a justiça social. Além disso, avalia as exportações brasileiras e traz um panorama das instituições, estratégias, dúvidas e propostas apresentadas em torno da questão da água.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 95, fevereiro / 2003

Essa edição destaca que a questão habitacional está no centro da questão urbana brasileira. Ter uma moradia significa mais do que ter uma casa. Significa ter acesso à educação, à saúde, à cultura, ao lazer, ao transporte, ao emprego, ter acesso, enfim, à cidade. No entanto, o déficit e a precariedade habitacional permanecem como um dos mais graves problemas das nossas cidades, marcadas pela segregação urbana, pelas desigualdades e por processos de exclusão social. Nesse número, estão reunidas análises de resultados de pesquisa sobre a municipalização da política habitacional. Também estão em debate o Estatuto da Cidade e outros instrumentos relacionados à construção de cidades justas e democráticas.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 91, fevereiro / 2002

Repensando os sentidos. Com esse tema, a Proposta celebrava os 40 anos da FASE. A revista debateu a ética em diversas dimensões, propondo novos paradigmas em contraponto às desigualdade e à violência capitalista. No início do século XXI, a publicação relaciona o tema à “sociedade do espetáculo”, debate ecologia, política, solidariedade e a necessidade de ampliação da democracia. Também aborda a relação entre partidos políticos e movimentos sociais, a universalização dos direitos, dentre outras questões. “Interrogamos diferentes colaboradores sobre a ética entendida como uma dimensão da práxis individual e coletiva de caráter emancipatório”, pontua o editorial da edição.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 84, agosto / 2000

‘Desigualdades de Gênero’ é o tema desta edição. Um amplo painel sobre a discussão teórica e política a respeito do significado da categoria gênero é apresentado, além de trazer a temática a partir da prática dos movimentos sociais, da experiência das redes e articulações nacionais e internacionais. Este tema é abordado pela a partir da construção de orçamentos participativo, da vida de mulheres pescadoras, de experiências em periferias urbanas, da ocupação de espaços de poder por mulheres, dentre outros. O tema da ciência, especialmente ao abordar a questão dos estudos genéticos e da Bioética, é abordado em uma perspectiva feminista e anti-racista.

ACESSAR BAIXAR PDF

Edição 64, março / 1995

A edição “Globalizar ou integrar?” aborda, desde ângulos diferentes, questões referentes ao padrão de articulação das relações internacionais e do desenvolvimento com a produção e o aprofundamento de dualismos. Demonstra que a crítica à apartação social, tanto nos países centrais quanto nas periferias e todos os continentes, é a manifestação mais patente do fracasso social da ideologia e da prática do neoliberalismo. Abordando temáticas especificas como a revisão social da Cúpula Social em Copenhague ou a dos direitos dos trabalhadores no processo de integração regional do Cone Sul, traz indicações de possíveis perspectivas e visões para a construção de alternativas de desenvolvimento para disputar a orientação dos processos de internacionalização que, na sua forma tecnológica, empresarial, financeira e mesmo cultural, se denomina globalização.

ACESSAR BAIXAR PDF


Enviando sua mensagem