Notícias

27/10/2016Internacional

Ato no Conselho da ONU de Direitos Hunamos denuncia golpe no Brasil

Representantes de organizações e movimentos sociais de cinco continentes se retiraram quando a representante brasileira começou a falarem reunião da ONU, demonstrando o não reconhecimento ao governo ilegítimo de Michel Temer


Na segunda-feira (24), cerca de 100 pessoas se retiraram do plenário das negociações oficiais da ONU¹ em Genebra, na Suíça, no momento em que o representante oficial do governo brasileiro começou a falar. Esta foi uma manifestação de protesto e não reconhecimento do governo golpista liderado por Michel Temer.

Aqueles que participaram da ação representam organizações e movimentos sociais de dezenas de países dos cinco continentes. O protesto foi realizado pouco tempo após o início das negociações formais do Grupo de Trabalho Intergovernamental do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas que prepara o terreno para um tratado vinculante sobre as corporações transnacionais e violações dos direitos humanos.

Os movimentos sociais e organizações têm pressionado e lutado por este Tratado de forma conjunta através da Campanha Global pelo Desmantelamento do Poder Corporativo e o Fim da Impunidade das Transnacionais. Após o fim da intervenção do representante oficial do Brasil, os manifestantes retornaram para a sala.

A ação foi registrada em vídeo:

[1] Com informações da Rádio Mundo Real.

Enviando sua mensagem