Vídeos


14/07/2017Amazonia “SOJA: da promessa à destruição” “SOJA: da promessa à destruição” é uma produção do programa da Fase na Amazônia e do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de Mojuí dos Campos, que fica na região metropolitana de Santarém, mesorregião do Baixo Amazonas, no Oeste do Pará. Desmatamento, expulsão de trabalhadores rurais para cidade, poluição ambiental, encolhimento da agricultura familiar, risco à soberania e segurança alimentar e nutricional e perigo à saúde humana pela contaminação por agrotóxico são algumas das consequências mostradas. Mojuí dos Campos foi emancipado de Santarém e se tornou município em 2009. A agricultura familiar é a base da economia local, mas vem perdendo espaço para a soja, o latifúndio e o agrotóxico.
22/12/2016Segurança Alimentar Campanha Guardiões dos Sabores na Amazônia Vídeo produzido pelo programa da FASE na Amazônia para divulgação da Campanha Guardiões dos Sabores. A produção apresenta uma prévia do que está sendo pensado para motivar o engajamento da sociedade na luta em defesa da produção de alimentos agroecológicos, da agricultura familiar, dos povos e comunidades tradicionais e de uma alimentação realmente saudável. Seja você também um guardião e uma guardiã dos sabores! Acesse: www.guardioesdossabores.org e acompanhe as atividades da Campanha.
20/12/2016Amazonia Fala Juventude: Meu Corpo, Meu Território O vídeo "Fala Juventude: Meu corpo, meu território" foi produzido por jovens da Amazônia paraense, participantes do Programa de Formação Fala Juventude, que por meio da comunicação comunitária têm fortalecido o debate sobre Direitos Territoriais, segurança alimentar, agroecologia e autonomia das mulheres. O projeto é executado pelo programa da FASE na Amazônia e conta com o apoio das organizações Manos Unidas, ASW, Action Aid e Fasternopfer.
24/11/2016Fase Animação: “Que FASE é essa?” A animação "Que FASE é essa?" explica o trabalho da organização FASE - Solidariedade e Educação. O título é sugestivo, já que também brinca com a importância de organizações de luta por direitos e pela radicalização da democracia, como é o caso da nossa, em um contexto de crise democrática no Brasil. A produção foi elaborada em novembro de 2016, ano de golpe no país e mês em que a FASE completa 55 anos. Além de explicar quais são as atuais causas da organização, o vídeo destaca seu papel ao longo dos anos.
24/11/2016Fase 55 anos de FASE: uma caminhada de lutas Vídeo elaborado nos 55 anos da FASE com depoimentos de conselheiras e conselheiros da nossa organização. Eles falam sobre a importância de instituições como a FASE ao longo da história e, em especial, no atual momento de ruptura democrática no Brasil. A produção foi dedicada a Jean Pierre Leroy, educador popular e ambientalista que integrou a instituição por mais de 40 anos. Ele faleceu no dia 10 de novembro de 2016, às vésperas do aniversário da FASE.
27/10/2016Amazonia Vídeo explica Plano de Utilização do PAE Lago Grande Esse vídeo foi realizado pela Federação das Associações de Moradores e Comunidades do Assentamento Agroextrativista da Gleba Lago Grande (FEAGLE), pela FASE e pela Federação das Associações de Moradores e Organizações Comunitárias de Santarém (FAMCOS). Nele, jovens convocam a população para a revisão do Plano de Utilização do território, que conta com 140 comunidades. O local fica no Baixo Amazonas, no Pará, sendo visado pelo agronegócio, mineração e hidrelétricas. O vídeo se mostra como ferramenta de mobilização contra possíveis degradações. A produção teve apoio do Fundo Dema, do STTR de Santarém, da Fundação Boll Brasil e da Fundação Ford.
31/08/2016Direito à cidade Território Ocupado A fim de evidenciar os efeitos nocivos das recentes transformações urbanas no Rio de Janeiro, o documentário “Território Ocupado” registrou a sobreposição de intervenções em um espaço onde a vida permaneceu pela resistência: a zona portuária da cidade. O filme, uma realização do programa da FASE no Rio de Janeiro e do Laboratório de Imagem da Faculdade de Serviço Social (FSS/UERJ). A partir de diferentes dimensões, moradores do Morro da Providência, considerada a primeira favela brasileira, e do bairro Caju, são destaque no documentário, que aborda os primeiros grandes aterros, a atividade portuária, o surgimento da capoeira, o cotidiano de pescadores da região, dentre outros pontos. A zona portuária carioca é o local onde foi construída a primeira estrada de ferro do Brasil, algo também comentado na produção. A herança ancestral africana está presente na fala das entrevistadas e entrevistados, que consideram extremamente violentas as recentes transformações do Rio de...
16/08/2016Direito à cidade Juventudes e Direitos nas Cidades Documentário com os jovens que participaram do programa Juventudes e Direitos nas Cidades, promovido com o apoio da Ajuda da Igreja da Noruega (AIN) .O vídeo tem como base o acúmulo de trabalho com jovens realizado por seis organizações: FASE, Diaconia, Koinonia, Viva Favela, Ibase e Ação Educativa no Brasil. As transformações na vida desses jovens entre 2011 e 2015 são abordadas nessa produção. No caso da FASE, foram entrevistados jovens de Pernambuco, Rio de Janeiro e Amazônia. O vídeo foi realizado graças a uma iniciativa de estudantes secundaristas: a campanha Operação Dia de trabalho (OD).
25/07/2016Rio de Janeiro Impactos da militarização da cidade na vida das mulheres A elitização dos espaços urbanos tornou-se uma prática do poder público, imposta pela violência e pelo racismo. A militarização dos espaços pobres e periféricos atinge especialmente as mulheres. No dia 9 de dezembro de 2015, um ato, realizado no Largo da Carioca, no Centro do RJ, foi o ponto culminante de um processo de educação popular realizado ao longo de 2015. O vídeo registra a manifestação, sendo é uma produção da FASE, Justiça Global, o Laboratório de Imagem da UERJ e Couro de Rato, com apoio da Heinrich Böll Brasil.
17/05/2016Amazonia FASE no seminário “Desenvolvimento em Disputa: Por uma economia a serviço da vida” Com cinco mesas de debate, o evento, realizado pela Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong), teve por objetivo discutir o modelo atual de desenvolvimento‬ e propor paradigmas alternativos que tenham as exigências ecológicas como elemento central. O debate da segunda mesa, cujo tema foi "Economia: como superar o modelo produtivista-consumista?", contou com a participação de Guilherme Carvalho, coordenador do programa da FASE na Amazônia. O seminário aconteceu em Brasília nos dias 17 e 18 de novembro de 2015.
21/01/2016Amazonia Mobilização Nacional Indígena em Brasília – Terra Indígena Maró (PA) Vídeo registra a participação dos Borari e Arapiuns em mobilização contra a PEC 215, que transfere a competência da União na demarcação das terras indígenas para o Congresso Nacional. "Uma emenda constitucional que vem atrapalhando o movimento indígena nacional e a demarcação de terras indígenas", diz Poró Borari, da Terra Indígena (TI) Maró, que ficam em Santarém, oeste do estado do Pará. Cerca de 240 famílias indígenas reivindicam a demarcação do território, que tem uma área de 42.373 hectares. Contra eles estão interesses econômicos de ruralistas e madeireiros.
11/08/2015Bahia Jovens gerando renda na Agricultura Familiar na Bahia Esse é um registro do Projeto "Jovens gerando renda na Agricultura Familiar", desenvolvido entre 2013 e 2015, pelo programa da FASE na Bahia em sete municípios do Vale do Jiquiriçá e do Baixo Sul. O vídeo traz depoimentos de jovens e outras pessoas que participaram dessa frente de trabalho, documentando os reflexos das atividades na dinâmica social da juventude na região. A ação possibilitou a formação socioprodutiva dos jovens uma vez que, por meio dela, foi possível encontrar alternativas de geração de renda para se manterem na zona rural, ao invés de migrarem para as cidades.
04/08/2015Amazonia Mulheres caminham por iluminação em Santarém Mulheres de Santarém (PA) percorreram com lanternas ruas escuras e inseguras. A ação, realizada em julho de 2015, foi organizada pelo programa da FASE na Amazônia, pela Federação das Associações de Moradores e Organizações Comunitárias de Santarém (Famcos), pela Associação de Moradores do bairro do Umari (Ambu) e pela Action Aid, no contexto da campanha “Cidades Seguras para as Mulheres – a cidade que se tem, a cidade que se quer ter”. A iniciativa cobra serviços públicos de qualidade nas cidades para diminuir a violência de gênero. Saiba mais sobre a campanha proposta pela ActionAid em www.cidadesseguras.org.br.
29/07/2015Mato Grosso SBT Comunidade – Impactos dos agrotóxicos no MT “Mato Grosso é o estado que mais consome agrotóxico do país, cerca de 40 litros por habitante ao ano”. O dado alarmante citado por Fran Paula de Castro, educadora da FASE no Mato Grosso, ilustra a importância do lançamento em Cuiabá e em Rondonópolis do “Dossiê Abrasco: um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde”. Confira vídeo da TV Rondon, afiliada do SBT, sobre as atividades no Mato Grosso, que incluíram palestras e seminários com autores, pesquisadores e militantes de organizações e movimentos sociais nos dias 23, 24 e 25 de julho de 2015.
24/06/2015Rio de Janeiro Unidiversidade: Ser Político Esta edição do Unidiversidade, programa do Canal Saúde/FioCruz, fala sobre o "ser político". Os debates abordaram o desencanto com a "política profissional" e discutiram a participação via diversos movimentos e grupos políticos. Qual é a importância do ser político dentro da sociedade atual? Gravado na Rede Mobilizadora Meu Rio - RJ, o programa contou com a participação de Rachel Barros, educadora da FASE no Rio de Janeiro, e foi exibido em 22 de junho de 2015.
21/05/2015Rio de Janeiro Cartografia Social: Olhares de Jovens da Maré Este vídeo mostra um pouco do trabalho de Cartografia Social realizado, ao longo de 2014, pela FASE, em parceria com a Conexão G, no Conjunto de Favelas da Maré, no Rio de Janeiro. Jovens entre 14 e 29 anos construíram um mapa com impressões pessoais e coletivas após participarem de oficinas e realizarem visitas pela região. Dessa forma, compartilharam e adquiriram conhecimentos, fortalecendo suas identidades ao perceberem mais o local onde vivem.
30/01/2015Amazonia Vozes do Tapajós O vídeo é uma realização do programa da FASE na Amazônia e do Fórum da Amazônia Oriental (Faor), em parceria com a Associação dos Moradores dos Bairros Uruará (AMBU) e com o Coletivo da Juventude de Belterra. A produção critica a construção de 104 hidrelétricas, entre grandes, médias e pequenas, previstas para o rio Tapajós. Traz entrevistas com jovens que destacam os prejuízos que os empreendimentos podem trazer à natureza e às formas de viver da região. O filme foi concluído no primeiro semestre de 2014. Em novembro do mesmo ano, venceu o Festival de Videos FIT, da cidade paraense de Santarém, na categoria "não profissional".


Enviando sua mensagem