Vídeos


23/07/2018SAAP EDITAL: “Agitando pensamentos: reagindo para transformar a sociedade” Contra os atuais retrocessos, precisamos agitar os pensamentos e reagir para transformar a sociedade. Nesse sentindo, o Fundo SAAP lançará mais um edital na próxima quinta-feira (26). A ideia é apoiar ações de formação e incidência política em áreas de periferia e favelas de todo o país. Acreditamos ser importante que organizações, grupos e coletivos da sociedade civil se articulem para a construção de análises e narrativas que recuperem, ampliem e fortaleçam processos de mobilização social e ação política. Como explica Mônica Ponte, educadora da FASE, a oportunidade é voltada para grupos de mulheres, negros e negras, população LGBT, juventudes e indígenas que vivem em cidades. 
12/09/2017Espírito Santo Vídeo “Nem Um Poço a Mais” No vídeo “Campanha Nem Um Poço A Mais”, pescadores e pescadoras, marisqueiros e marisqueiras, comunidades quilombolas, indígenas e urbanas do Espírito Santo relatam as violações de direitos e a contaminação de seus territórios cometidas por indústrias de petróleo e gás. Eles e elas ainda alertam para a degradação da terra e da subsistência. Essa é uma produção do programa da FASE no Espírito Santo e contou com apoio da União Europeia e da Fundação Rosa Luxemburgo.
22/12/2016Segurança Alimentar Campanha Guardiões dos Sabores na Amazônia Vídeo produzido pelo programa da FASE na Amazônia para divulgação da Campanha Guardiões dos Sabores. A produção apresenta uma prévia do que está sendo pensado para motivar o engajamento da sociedade na luta em defesa da produção de alimentos agroecológicos, da agricultura familiar, dos povos e comunidades tradicionais e de uma alimentação realmente saudável. Seja você também um guardião e uma guardiã dos sabores! Acesse: www.guardioesdossabores.org e acompanhe as atividades da Campanha.
09/01/2010Espírito Santo Cruzando o Deserto Verde (parte 1) Este documentário denuncia o processo de implantação das fábricas de celulose que invadiram o norte do Espírito Santo e o Sul da Bahia que não respeitou nem a cultura nem o território de tribos indígenas, quilombos, pescadores e produtos rurais, desarticulando seu modo de vida e provocando a destruição de rios e da Mata Atlântica, restando apenas um grande deserto verde. Realização:Movimento Alerta Contra o Deserto Verde - Apoio: Fase/Comin-Igreja Luterana - Texto e Direção: Ricardo Sá


Enviando sua mensagem