Notícias

06/01/2009Bahia

Jovens e mulheres debatem sistema mandala na agricultura

Como parte da formação de jovens e mulheres que atuam como AMA's nas comunidades do Território do Sisal, a FASE Bahia promove várias modalidades de aprendizado e formas de assessoria técnica relacionadas às alternativas de convivência com a seca


Como parte da formação de jovens e mulheres que atuam como AMA’s nas comunidades do Território do Sisal, a FASE Bahia promove várias modalidades de aprendizado e formas de assessoria técnica relacionadas às alternativas de convivência com a seca.

Em novembro passado, na Comunidade de Nova Palmares, município de Conceição do Coité, a FASE e seus parceiros articulados pela FETRAF Bahia (STR e associações comunitárias) organizaram um evento sobre o sistema Mandala que é uma das alternativas que vem sendo utilizadas por agricultores familiares do Nordeste, para racionalizar e utilizar da maneira mais sustentável possível, os poucos recursos hídricos disponíveis nas propriedades.

O projeto que vem sendo executado pela FASE, de inclusão social de jovens e mulheres agricultores familiares, através da metodologia da formação de AMA’s – Agentes Multiplicadores de ATER, tem a preocupação de promover conhecimentos e práticas agroecológicas, e por isso considera com muita atenção cada situação existente nas diferentes comunidades.

A agricultura familiar em vários dos municípios situados no Território do Sisal, é constituída por famílias que dispõe de áreas muito pequenas, por isso é importante socializar conhecimentos sobre uso mais intensivo e sustentável dos recursos existentes. A irrigação de pequenas áreas para a produção de alimentos, aproveitando outros insumos localmente disponíveis, como biomassa, estercos e a mão de obra familiar, é uma das principais aplicações da tecnologia conhecida como Mandala que vem se disseminando pelo Nordeste brasileiro.

Essa atividade feita pela FASE Bahia, em Nova Palmares, no dia 26/11/08 foi acompanhada pela EBDA Bahia como parte do sistema de fiscalização e controle da aplicação dos recursos do Convênio Direg 060/2007 – SEAGRI SUAF FASE.

Enviando sua mensagem