Notícias

21/05/2013Agroecologia

Caravana Agroecológica e Cultural acontece em MG

ANA organiza caravana rumo ao III Encontro Nacional de Agroeologia


O Centro de Tecnologias Alternativas (CTA), sediado em Viçosa (MG), e organizações reunidas na Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) de vários estados do país realizarão a Caravana Agroecológica e Cultural da Zona da Mata de Minas Gerais. Entre 22 a 25 de maio percorrerão diversos municípios da região. Cerca de 300 pessoas estarão diretamente envolvidas em sua realização, além da população dos municípios visitados.

O objetivo é divulgar as experiências agroecológicas e promover esta alternativa da agricultura que é reconhecida pela Organização das Nações Unidas por sua capacidade de até dobrar a produção de alimentos sem o uso de agrotóxicos, com benefícios à saúde e ao meio ambiente e respeito à cultura e diversidade das famílias agricultoras. As visitas mostrarão uma variedade de experiências desenvolvidas na região, ao percorrer assentamentos, sindicatos, territórios afetados pela mineração, propriedades de agricultores e escolas familiares agrícolas, dentre outros locais. Será possível perceber como desde as pequenas propriedades são criadas importantes cadeias econômicas, que beneficiam amplamente o desenvolvimento local. A visita também permitirá pensar o contexto da agricultura nacionalmente e os desencadeamentos da Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica, cujo decreto foi assinado pela Presidência da República em 2012.

Roteiro
A Caravana, promovida pela ANA, partirá da sede do CTA para três roteiros distintos. Araponga, Divino e Muriaé serão algumas das cidades visitadas. O destino final será o município de Espera Feliz, onde haverá um ato público com exposição de organizações da ANA e do governo, e estarão reunidos representantes de organizações de agricultores e agricultoras, profissionais das áreas de educação e saúde, militantes da segurança alimentar e nutricional e de movimentos sociais urbanos. O encerramento da caravana será no dia 24, na sede do Parque Nacional do Caparaó.

Até o encerramento no Parque Nacional do Caparaó estão previstas apresentações culturais, conversas com as comunidades, visitas a propriedades agroecológicas e distribuição de material informativo. Esta caravana é a primeira de uma série, em todo o país, realizada também como preparação ao III Encontro Nacional de Agroecologia, previsto para o primeiro semestre de 2014.

Agroecologia
A agroecologia é uma forma de pensar e fazer a agricultura que integra aspectos agronômicos, ecológicos e socioeconômicos na avaliação e desenvolvimento das tecnologias para a produção e distribuição de alimentos. Seu princípio básico é o uso racional dos recursos naturais. Embora o uso da palavra agroecologia tenha começado na década de 1970, sua prática é antiga e está relacionada à necessidade de cuidados com o ambiente e as pessoas que se ocupam da agricultura. Esses cuidados passam, principalmente, pela não utilização de agrotóxicos e sementes transgênicas.

A agroecologia defende a agricultura familiar e a diversificação da produção, que representa mais opções de consumo para a família e para a comercialização. Além disso, valoriza o conhecimento popular. Antes defendida somente por organizações não governamentais, a agroecologia tem sido estimulada pelo governo. Tanto é assim que representantes de entidades governamentais e da sociedade civil estão concluindo o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo), a ser lançado em junho deste ano. O Plano integra a Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Pnapo), instituída por decreto em agosto de 2012.

Enviando sua mensagem