Notícias

28/03/2018Justiça Ambiental

Declaração final do FAMA reafirma que água não é mercadoria

No Dia Mundial da Água (22/03), o Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA) encerrou as atividades com a publicação do documento final. O evento reuniu cerca de 7 mil pessoas por cinco dias em Brasília (DF), como contraponto ao Fórum Mundial da Água


Leia o documento.

Compreendendo o Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA) como algo maior que um evento, as organizações que convergiram na construção da luta pela água divulgam documento final com o compromisso de se manter em luta, enraizar os processos de construção até aqui realizados e manter a mobilização viva.

O documento reafirma a luta contra qualquer privatização e o estabelecimento de propriedade privada da água. O FAMA defende a água como um bem comum, ou seja, que deve ser controlado e estar a serviço do povo, reforçando o lema do encontro: “Água é direito, não mercadoria”.

Assinam a declaração 36 organizações. Entretanto, as demais entidades do Brasil e do mundo que quiserem subscrever o documento, devem enviar solicitação, até o dia 12 de abril, à Secretaria Operativa do FAMA.

Caminhada até a sede da Rede Globo em Brasília. (Foto: Rosilene Miliotti / FASE)

FASE no FAMA

Maiana Maia, do Grupo Nacional de Assessoria (GNA) da FASE, representou a organização na composição da Coordenação Nacional do FAMA auxiliando o grupo de metodologia do evento e articulando a participação de representantes das nacionais e internacionais. Entre as atividades organizadas, juntamente com a Campanha Nacional em Defesa do Cerrado, a Rede Brasileira de Justiça Ambiental, Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco)  e o Transnational Institute (TNI), a FASE realizou o evento “Água, Bem Comum – Diálogos e Convergências“. A atividade aconteceu na Universidade Federal de Brasília (UnB), nos dias 17 e 18. 

Direto do Rio São Francisco para o FAMA. (Foto: Rosilene Miliotti / FASE)

Já Aercio de Oliveira, coordenador do programa da FASE no Rio de Janeiro e membro da coordenação do FAMA no no estado, foi o mediador da Assembleia dos Povos e um dos organizadores do debate sobre a água nas cidades. 

Fechando o FAMA, no Dia Mundial da Água (22/03), além da publicação da declaração final, foi realizado um ato onde cerca de 5 mil pessoas caminharam do Parque da Cidade até a sede da Rede Globo, pouco mais de 3,5 km, para protestar contra a privatização das águas e o lobby feito pela empresa de comunicação ao agronegócio. No retorno, uma cerimônia ecumênica reuniu representante de diferentes religiões que contaram um pouco sobre a importância do elemento água para a vida. 

Acesse o link e veja as fotos do FAMA.

Enviando sua mensagem