Notícias

12/09/2006Bahia

Dia de Luta Contra a Monocultura do Eucalipto

O Fórum de Luta por Terra Trabalho e Cidadania está convocando uma reunião para o dia 21 de setembro – Dia Nacional de Luta contra a Monocultura do Eucalipto


O Fórum de Luta por Terra Trabalho e Cidadania – região Cacaueira, espaço que reúne entidades e movimentos sociais populares de diversos municípios do Sul da Bahia, está se organizando para participar ativamente das lutas contra a expansão da monocultura do eucalipto, e em defesa da sócio-biodiversidade.

Já foram feitas algumas reuniões de entidades e movimentos preocupados com o avanço da monocultura aqui no Sul da Bahia. Pretendemos formar o Núcleo Sul Bahia da Rede Alerta contra o Deserto Verde que reúne centenas de organizações e movimentos do Espírito Santo, Minas Gerais e Extremo Sul da Bahia.

O que nos une é a percepção de que a monocultura do eucalipto traz enormes prejuízos sociais, ambientais, e econômicos. O que já aconteceu no Extremo Sul da Bahia, onde aumentaram a concentração de terras e o êxodo rural; o esgotamento de recursos hídricos e sua crescente contaminação por agrotóxicos e resíduos gerados pela atividade; bem como, onde não se efetivaram as promessas insistentemente alardeadas pelo Governo e por empresas de papel e celulose, de geração de emprego, pois o que se vê é a imensa exploração de poucos trabalhadores, e a adoção de métodos brutais e precários de relações de trabalho. As ameaças contra a agricultura familiar, povos e terras indígenas, e populações remanescentes de quilombos, também são provas irrefutáveis da insustentabilidade da monocultura do eucalipto.

Já se tem indícios concretos do avanço da monocultura no Sul da Bahia, especialmente em Canavieiras, Mascote e Santa Luzia. Por isso o Fórum de Luta por Terra Trabalho e Cidadania – região Cacaueira está convocando uma reunião para o dia 21 de setembro – Dia Nacional de Luta contra a Monocultura do Eucalipto. A proposta é construir conhecimentos coletivamente e se capacitar sobre os principais aspectos econômicos, sociais e ambientais decorrentes da monocultura. Além disso, pretende-se trocar experiências com lideranças de comunidades que já estão ameaçadas pela monocultura e planejar o que se quer e se deve fazer para defender a sócio-biodiversidade regional. Vamos articular campo e cidade na defesa da vida!

O Encontro será realizado na Casa das Pastorais (Sede do CIMI / CPT), na Rua José Bonifácio, 336 – bairro Santo Antônio, em Itabuna, próximo da praça da igreja. A reunião será das 08:00 às 16:00 h. Cada entidade ou organização deve garantir seu deslocamento e a Comissão do Fórum vai providenciar almoço.

Telefones para contatos e maiores esclarecimentos:

FASE 3613-9129 ou CIMI / CPT 3212-1171.

Enviando sua mensagem