Notícias

24/05/2021PernambucoSegurança Alimentar

FASE apoia construção de cozinha solidária no Recife

Para Rud Rafael, da FASE Pernambuco, o projeto é fruto de uma série de esforços para combater a fome no Brasil, acentuada pela pandemia


Foto: Larissa Brainer

O programa da FASE em Pernambuco apoiou a ocupação promovida pelo Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) na madrugada do dia 18 de maio, no Recife. O espaço público estava há mais de dez anos sem uso e agora passará a abrigar a 9° Cozinha Solidária do Brasil, uma estratégia de combate à fome em meio à crise econômica, acentuada pela chegada da Covid, em março de 2020. Todos os dias, são distribuídos café da manhã, almoço e jantar, cerca 150 quentinhas em cada horário.

Veja também:  Rud Rafael – “Só a solidariedade nos salvará”

Inicialmente, 50 cestas básicas foram doadas, assim como um freezer. Para Rud Rafel, educador do programa da FASE em Pernambuco e integrante do MTST “a ideia da cozinha surge da convergência de esforços do MTST no enfrentamento da fome e da insegurança alimentar já há algum tempo, desde campanhas como a ‘Periferia Sem Fome’, em 2019”.  A meta é implantar 26 Cozinhas Solidárias por todo o país.

Foto: Paloma Luna Bittencourt

Vila Santa Luzia, onde a cozinha foi implementada, é uma das regiões com mais pessoas em situação de vulnerabilidade social de toda a cidade. É um bairro simples, rodeado por apartamentos de classe média que seguem lutando conta o avanço da especulação imobiliária no local. O objetivo é que a Cozinha Solidária possa ajudar na garantia do direito humano fundamental à uma alimentação digna naquela que é uma das capitais mais desiguais do país.

Rud diz ainda que a “FASE também já vinha num diálogo em relação ao combate à fome em um contexto de pandemia ao promover campanhas de solidariedade, e vem fortalecendo o movimento com a oportunidade da cozinha, até pelo fato da segurança alimentar e nutricional também ser uma das suas causas”.

 

 

 

 

 

Enviando sua mensagem