Notícias

03/01/2009Mato Grosso

Fase MT recebe prêmio de DH

“o prêmio consolida publicamente a Fase como organização de direitos com enfoque feminista. As mulheres envolvidas no processo que culminou com o prêmio consideraram que diversos direitos são violados. Revelaram que têm problemas de violência doméstica, sexual, moral, patrimonial e violação de seu direito de economia".


A Fase Mato Grosso recebeu, neste fim de ano, um importante prêmio em reconhecimento a seu trabalho na defesa dos direitos humanos. Trata-se do Prêmio Padre José Ten Cate, conferido anualmente pela Assembléia Legislativa do Mato Grosso. Conferido nas categorias “personalidade”, “iniciativa” e “organização”, é a maior láurea política de direitos humanos no estado. A Fase conquistou o reconhecimento na categoria organização.

O prêmio reconheceu o conjunto de iniciativas que a Fase MT vem, historicamente, tomando em favor dos direitos humanos econômicos, sociais, culturais e ambientais no estado. Mas, especificamente, houve um projeto sobre direitos das mulheres que foi destacado na obtenção do Prêmio Padre José Ten Cate. Em parceria com duas outras áreas da instituição, o Núcleo de Direitos Humanos e com o Serviço de Análise e Assessoria a Projetos (SAAP), a Fase MT desenvolveu a partir de 2006 o tema dos direitos e o desenvolvimento comunitário de mulheres do meio rural.

O processo envolveu várias oficinas de capacitação e organização de 16 grupos de mulheres. E culminou com a realização de 16 projetos, um por grupo, que receberam apoio político e financeiro do SAAP. Todos os projetos tocavam, em maior ou menor medida, no aspecto da independência econômica da mulher. Assim, os 16 projetos deram início a uma organização que veio a tornar-se um núcleo mato-grossense da Rede de Mulheres Empreendedoras da Amazônia. Duas importantes entidades também participaram deste esforço de educação popular e organização: a Comissão Pastoral da Terra e o Centro de Tecnologias Alternativas.

Segundo o coordenador da Fase Mato Grosso, Vicente Puhl, “o prêmio consolida publicamente a Fase como organização de direitos com enfoque feminista. As mulheres envolvidas no processo que culminou com o prêmio consideraram que diversos direitos são violados. Revelaram que têm problemas de violência doméstica, sexual, moral, patrimonial e violação de seu direito de economia. Quase todos os grupos escolheram enfrentar a violação do direito à autonomia econômica como estratégia de fortalecimento das organizações e da luta das mulheres”.

Para a equipe de Mato Grosso, receber o Prêmio Padre José Ten Cate foi uma honraria ainda mais especial pela homenagem feita ao padre. O religioso José Ten Cate trabalhou durante décadas em favor dos desfavorecidos. Nas palavras de Vicente, “ele foi um testemunho de simplicidade, amor e carinho. Sempre aliou ações de caridade direta com trabalho de organização e formação, para que as pessoas percebessem que a miséria é fruto de estruturas políticas injustas”.

Enviando sua mensagem