Notícias

12/06/2020Mato Grosso

MT: Comida de verdade para enfrentar a Covid-19

Diante da crescente demanda por doação de alimentos, higiene e limpeza, a FASE no Mato Grosso iniciou a doação em comunidades de Cáceres e Cuiabá


Equipe da FASE em Mato Grosso

O programa da FASE em Mato Grosso (MT) diante das demandas de ajuda humanitária por parte de organizações e movimentos sociais parceiros, iniciou, conjuntamente com o Fundo SAAP, a doação de alimentos e material de higiene e limpeza. Inicialmente as doações foram feitas para o Lar dos Idosos/as, acampamentos do Movimento Sem Terra (MST) e Grupo de Mulheres da periferia de Cáceres, beneficiando diretamente 298 famílias em situação de vulnerabilidade social. A partir desta ação, em diálogo com os parceiros envolvidos na elaboração da estratégia de construção social de mercados – Rota de comercialização Caminhos da Agroecologia –, processo iniciado em 2019, a FASE também articulou a doação de 350 cestas de alimentos da agricultura familiar para a Pastoral do Imigrante, Pastoral de Povos de Rua e para a Igreja Protestante de Cuiabá.

Máscaras confeccionadas. Foto: FASE MT

A ampliação da divulgação sobre como se prevenir também foi uma das frentes de trabalho da FASE em MT. A parceria com o Coletivo de Mulheres Negras de Cáceres, apoiou a campanha de divulgação de informações de prevenção à Covid-19, com mensagens veiculadas em carros de som que percorrem os bairros periféricos da cidade de Cáceres. E atendendo a demandas das mulheres quilombolas, fez a doação de tecidos para a confecção de máscaras nas comunidades remanescentes de quilombolas Jejum, Mutuca e Mata Cavalo nos municípios de Poconé e N.S. do Livramento. Com essa ação, 65 mulheres que trabalham coletivamente com confecção de vestuário na comunidade para complementar a renda familiar foram diretamente beneficiadas.

Produção de álcool

Em Cáceres, a FASE foi convidada a integrar a campanha de solidariedade e combate à pandemia iniciada por alguns professores do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), pela Cooperativa de Consumo Solidário e Sustentável (Coopersol, Adunemat), Associação de Docentes da UNEMAT, dentre outros. Através da campanha foi possível doar de frascos de álcool em gel, máscaras de tecido e material de comunicação sobre os cuidados para evitar a infecção pelo novo coronavírus nas comunidades Cachoeirinha, Capão Verde, Mutuca, Jejum, Chumbo, São Manoel do Pari, Nossa Senhora da Guia, P.A São José , P.A Corixinha, P.A Margada e P.A Roseli Nunes, alcançando 120 famílias de agricultores e agricultoras de comunidades tradicionais, quilombolas e projetos de assentamentos da reforma agrária, já envolvidas diretamente pela ação educativa da FASE.

FASE MT

A coordenadora da FASE no MT, Fatima Moura, avalia como fundamental a articulação destas instituições, pois a produção do álcool pelo IFMT fez com que as comunidades pudessem ter acesso a esse produto essencial neste momento. “Já que havia escassez no mercado e os preços praticados pelo comercio local eram exorbitantes”. Para Vanda Alves Silva, da comunidade do Jejum, “a doação do álcool em gel e os tecidos para a confecção das máscaras foi num momento importante pois o uso da máscara passou a ser obrigatório e as pessoas da comunidade não tinham condições financeiras para adquirir”.

A maioria das pessoas dessas comunidades citadas pertencem ao grupo de risco, tem acima de 60 anos, e também são as mais prejudicadas pois a renda básica provem da venda dos alimentos na realização das feiras locais e através das políticas públicas, hoje muito precarizadas, Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), operado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). “Com a suspensão das feiras e fechamento das escolas, esses agricultores e agricultoras familiares ficaram sem acessar este mercado, aliado ao retrocesso nestas políticas desde 2016”, conclui Fatima.

Enviando sua mensagem