Notícias

05/01/2011Bahia

Segurança Alimentar, Mulheres e PNAE

A técnica agropecuária Andréa Almeida, responsável pela assessoria da FASE nas comunidades de Araci e Serrinha, tem procurado implementar atividades relacionadas à construção da Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) das famílias agricultoras envolvidas.


imageA técnica agropecuária Andréa Almeida, responsável pela assessoria da FASE nas comunidades de Araci e Serrinha, tem procurado implementar atividades relacionadas à construção da Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) das famílias agricultoras envolvidas. Construir melhores condições para que um número crescente de famílias agricultoras construa e mantenha níveis razoáveis de SAN, é um dos compromissos institucionais da FASE. A busca por alternativas de produção agroecológicas; o esforço realizado no planejamento e realização de atividades de formação onde se avança na compreensão e implantação de sistemas de produção baseados na convivência com o Semi Árido; o estudo de experiências de organização comunitárias que priorizam a inclusão social e econômica de mulheres; são aspectos que se inter relacionam diretamente com a efetivação da SAN nas comunidades. Faz parte desta caminhada, também, a investigação e o estudo sobre acesso a políticas públicas e programas governamentais de interesse da Agricultura Familiar.

Agora em dezembro de 2010, a técnica Andréa Almeida esteve realizando assessoria técnica na Comunidade de Mombaça, municipio de Serrinha, com a AMA Gildete Pereira da Silva. Foram construídos canteiros de “Horta Verão”, atividade realizada na área da Delegacia Sindical existente naquela comunidade, o que permitiu socializar o conhecimento e a própria assessoria técnica com outras famílias agricultoras de Mombaça.

Nesta comunidade, a FASE vem acompanhando um grupo de produção de mulheres agricultoras que trabalha agregando valor à mandioca. Essas mulheres utilizam derivados de mandioca (aipim) para fazer mais de 50 diferentes receitas de biscoitos, bolos, mingaus etc., que são comercializados através do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar. O grupo de mulheres já alcançou a expressiva marca de fornecer 350 kg de produtos de mandioca, mensalmente, à merenda escolar do município. Estas ações da FASE vêm contando com o apoio e parceira do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serrinha, através dos diretores Antônio, e Roberto.

 

Enviando sua mensagem