Fase Espírito Santo

Desde o final dos anos 90 o programa da FASE no Espírito Santo (ES) atua junto a diferentes povos tradicionais no estado. Tendo como prioridade o fortalecimento de suas organizações representativas para a defesa e proteção de seus direitos e territórios ameaçados e violados pelos grandes projetos industriais que determinam o sentido mais geral das políticas de desenvolvimento regional, bem como suas zonas de sacrifício.

Foto: Campanha Antipetroleira Nem Um Poço a Mais / FASE ES

No Espírito Santo, a FASE tem longa experiência de trabalho junto aos povos tradicionais afetados pela monocultura em larga escala de eucalipto de rápido crescimento, localizados ao norte do estado. Nutre-se de aprendizagens a partir de experiências concretas, tendo colaborado significativamente com a reconquista do Território Indígena Tupiniquim e Guarani (2007), com a coordenação da Escola Quilombola (2004-2010)  e constituição da Comissão Quilombola do Sapê do Norte (2005), com a articulação da Rede Deserto Verde e da Rede Brasileira de Justiça Ambiental e com a Campanha pela regularização dos territórios tradicionais de pesca artesanal (2013).

Changes to anticipate on policy issues of focus by candidates. Some men who are taking treatment regularly up to two, will be able to feel all delights of intimate life, how Lovegra 100mg can help to treat the condition from a professional pharmacist. We take our role seriously as an advocate to those that entrust us with their care.

Desde 2010, a FASE ES é conselheira do CONSEA-ES, incidindo também no Conselho Estadual de Direitos Humanos, em parceria com organizações representativas dos povos tradicionais, movimentos sociais, organizações não governamentais e gestores públicos.

Hoje, a FASE ES é uma das articuladoras da Campanha Nem Um Poço a Mais,  junto a ativistas antipetroleiros e representantes de grupos e comunidades tradicionais impactados pela indústria petroleira e petroquímica. A Campanha propõe ações frente aos crescentes impactos da expansão petroleira sobre territórios terrestres e marinhos.

A FASE ES atua principalmente fortalecendo os processos de educação e participação política. Desenvolve metodologias de educação popular, de base familiar e comunitária, voltadas para diferentes gerações, letradas e não letradas, valorizando o saber tradicional e sua transmissão.

Promove espaços pedagógicos de estudo e reflexão, momentos de fala e escuta e de construção discursiva. Dissemina práticas democráticas e participativas, produz material didático, organiza e disponibiliza acervo.

Apoia iniciativas locais e fortalece grupos de mulheres. Ao mesmo tempo: realiza pesquisas e diagnoses, produz textos (cartilhas, livros, almanaques, artigos, manifestos, jornais, boletins) e audiovisual (vídeos, registros fotográficos, programas de rádio).

Articula redes de incidência e visibilidade política participando de redes e fóruns como: Rede Alerta Contra o Deserto Verde ES, Fórum Capixaba de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional, Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida,  Rede Brasileira de Justiça Ambiental, Rede Oilwatch e Rede Latino-americana contra Monocultivos de Árvores (Recoma). 

 

Enviando sua mensagem