10 Anos Grupo Carta de Belém

Em 2019, o Grupo Carta de Belém completa uma década de reflexões, ações nos territórios e incidência política a respeito das questões climáticas e socioambientais do país. Há 10 anos, o grupo formado por diversas organizações e movimentos sociais denuncia os processos de privatização dos bens comuns pela financeirização da natureza e as falsas promessas da economia verde.

Entre a escalada repressiva e a gestão do caos

A ruptura democrática ocorrida com a posse do governo ilegítimo de Michel Temer tende a aprofundar a perversa combinação da ausência do Estado provedor com a presença do Estado que gera mais exclusão

55 anos de FASE: uma caminhada de lutas

Vídeo elaborado nos 55 anos da FASE com depoimentos de conselheiras e conselheiros da nossa organização. Eles falam sobre a importância de instituições como a FASE ao longo da história e, em especial, no atual momento de ruptura democrática no Brasil. A produção foi dedicada a Jean Pierre Leroy, educador popular e ambientalista que integrou a instituição por mais de 40 anos. Ele faleceu no dia 10 de novembro de 2016, às vésperas do aniversário da FASE.

Caderno Pedagógico – agroecologia, desenvolvimento territorial e políticas públicas

Esta publicação traz os resultados de um projeto apresentado pela FASE ao Ministério do Meio Ambiente/PDA, em nome da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA). Foi num contexto de construção e debate sobre políticas públicas, agricultura familiar e agroecologia que se deu esse trabalho, com o objetivo de “promover a articulação de organizações, redes e movimentos sociais engajados na promoção da agroecologia, incorporando os ensinamentos de suas experiências como subsídios para a construção e integração de políticas públicas para o desenvolvimento de territórios sustentáveis no Bioma Mata Atlântica”.

Veja o depoimento: “Eu apóio o MST”

Neste vídeo, quem argumenta é Jean Pierre Leroy, ambientalista e educador da Fase

O equívoco metodológico

Arquivo do relator Clóvis Zimmermann sobre Gilmar Mendes

20 anos da Constituição: o novo ciclo político

Algo mudou na estrutura da vida política brasileira, tornando mais legítimo o conflito e a demanda social. Refletir sobre o estado dos direitos no Brasil e avaliar sua relação com a Constituição de 1988 são duas faces da mesma moeda

FASE realiza segunda live em comemoração dos 60 anos

Durante a conversa, os convidados falaram ainda sobre democracia e desigualdade

CARTA: TERRA, TERRITÓRIO, DIVERSIDADE E LUTAS

Movimentos populares e sindicais do campo, águas e florestas, trabalhadores e trabalhadoras rurais, pesquisadores e pesquisadoras, organizações não governamentais, dentre elas a FASE, ambientalistas, representantes de governos progressistas, lideranças partidárias e parlamentares, reunidos entre os dias 6 e 8 de junho de 2019, na Escola Nacional Florestan Fernandes (Guararema, São Paulo), considerando os desafios atuais, reafirmaram a luta unitária pela construção de uma sociedade justa, igualitária e democrática.

Cartilha: Como criar um projeto de lei estadual ou municipal para reduzir os agrotóxicos?

A Terra de Direitos e a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, da qual a FASE é parte, elaboraram uma cartilha para orientar organizações e movimentos sociais, pastorais, camponeses/as, agricultores/as, lideranças e assessorias no poder legislativo dos estados e municípios brasileiros na elaboração de projetos de lei (PL) sobre redução do uso dos agrotóxicos. O material ainda aborda exemplos de PLs já aprovados para reduzir ou limitar a produção, comercialização, transporte, armazenamento e uso de agrotóxicos nos estados e municípios e proteger nossa biodiversidade e a nossa saúde.

CARTA ABERTA PARA A 14ª COP sobre Biodiversidade

Cerca de 90 entidades, dentre elas a FASE, assinaram carta com recomendações para 14ª Conferência das Nações Unidas sobre Biodiversidade (COP14), evento realizado em Sharm El Sheikh, no Egito, de 13 a 19 de novembro. Agricultores familiares, povos indígenas, povos e comunidades tradicionais, cientistas populares, coletivos urbanos, movimentos sociais e sindicais se manifestaram diante do quadro instável no Brasil. Para informação aos cidadãos de outros países, alertam que ações antidemocráticas, como a disseminação em massa de informações falsas, afrontaram a democracia e a Constituição Federal de 1988. Para as entidades signatárias da Carta, as ameaças realizadas pela equipe de transição no presidente recém-eleito, Jair Bolsonaro (PSL), como a possibilidade de subordinação do Ministério do Meio Ambiente ao Ministério da Agricultura, a retirada do Brasil do Acordo de Paris e o afrouxamento de regras para exploração de bens naturais da Amazônia, com abertura ao mercado internacional, demandam um estado de alerta.

Manifesto #Resista

Organizações e entidades ambientalistas, indígenas, de direitos humanos e do campo decidiram se unir em um movimento de resistência contra as medidas do governo de Michel Temer e da bancada ruralista que violam direitos humanos – especialmente de indígenas e de trabalhadores rurais – e colocam em risco a proteção do meio ambiente. O grupo lançou uma carta pública convidando outras entidades a se somarem à iniciativa e afirmando que não poupará esforços para impedir que o Brasil retroceda décadas em termos de preservação ambiental e de direitos humanos.

Proibir sacrifício de animais para fins religiosos é racismo

O Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), recomenda ao Supremo Tribunal Federal que negue provimento ao recurso 494.601, que trata do sacrifício de animais para fins religiosos, pois considera que tal recurso é uma manifestação de racismo e de cerceamento do direito às práticas tradicionais dos povos tradicionais de matriz africana.

Manifesto solicita arquivamento da PEC 55

Conselheiros e conselheiras representantes da sociedade civil, do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) criam manifesto contra a PEC 55 sobre o teto dos gastos públicos. O documento foi enviado ao Senado Federal e divulgado pela TV Senado durante a leitura de uma Senadora do Piauí.

“Nem Bolsonaro, nem Mourão”

A Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do Sistema Político lançou manifesto em que se posiciona favorável à cassação da chapa Bolsonaro/Mourão

PA: Movimentos sociais exigem providências no combate à Covid-19

38 organizações e movimentos sociais de Santarém protocolaram manifesto que alerta para possível colapso na rede estadual de saúde, caso não sejam adotadas medidas mais eficazes de isolamento social

Seminário Nacional se encerra com painel coletivo para plataforma de alternativas

Cerca de 70 pessoas, representantes de organizações da sociedade civil e movimentos sociais participaram do evento promovido em São Paulo

Trabalho de base é aposta de Frentes e movimentos sociais para construção de alternativas

Aula Pública realizada dia 17 de Agosto, na FESPSP, promoveu o debate em torno da construção de estratégias e agendas comuns frente à crise

Representantes de movimentos sociais compartilham alternativas para o Brasil

A segunda mesa do Seminário Nacional “A Agenda das Resistências e as Alternativas para o Brasil: Um olhar desde a sociedade civil” teve como principal pauta os desafios das organizações da sociedade civil