Notícias

25/08/2021PernambucoRio de Janeiro

Encontro Internacional de Educação Popular debate desafios no século XXI

Rosimere Nery, educadora da FASE Pernambuco, fará a mediação de mesa sobre Sexualidade, Gênero e Psicanálise


Alcindo Batista*

Com o objetivo de pensar o que é a educação popular no século XXI e promover o intercâmbio entre práticas pedagógicas de diversos países, começou na última segunda-feira o Encontro Internacional Educação Popular e Cidadania. O evento acontece até o dia 04 de outubro com debates quinzenais, sempre às segundas-feiras, com transmissão pelo Canal da Videosaúde Distribuidora/Fiocruz no Youtube. O calendário completo com a agenda das atividades pode ser acessado aqui

Encontro Internacional Educação Popular e Cidadania

Planejado para 2020 pela Universidade da Cidadania, que lançou um chamado a movimentos, organizações e militantes para organizar a atividade, não pôde ser realizado de modo presencial por conta da pandemia da Covid. Dessa forma, este ano, será possível acompanhar os debates, plenárias e apresentações artísticas sobre resistência, cultura e a potência pedagógica emancipatória no Brasil e em diversos outros países pela internet. 

FASE mostra suas experiências

A FASE é uma das organizações parceiras desta iniciativa e irá participar falando um pouco sobre o seu trabalho na formação cidadã de jovens e adultos. Um exemplo é a parceria com mulheres catadoras de material reciclável no Nordeste do país. 

No dia 06 de setembro, Rosimere Nery, educadora do programa da FASE em Pernambuco fará a mediação da mesa “Educação Popular, Sexualidade, Gênero e Psicanálise”. O intuito é articular esse trabalho com mulheres da zona norte do Recife com o de grupos de psicanalistas que fazem trabalho de atendimento de rua tanto no Rio de Janeiro, como em São Paulo e em Paris, na capital da França. “A ideia é evidenciar — incluindo relatos de casos — a relação entre essa educação cidadã e a mudança no subjetivo delas com essa experiência”, comenta Rosimere. 

Por coincidência, o encontro teve início em agosto/setembro de 2021, quando é comemorado o centenário de Paulo Freire, patrono da educação brasileira, uma referência para a FASE. O coordenador do programa no Rio de Janeiro, Aercio Oliveira, participa da organização do evento, e fala sobre a importância de discutirmos os desafios para educação no XXI através do intercâmbio de experiências entre diversos países. “Ter esse momento de reflexão é importante tendo em vista que de um lado se tem um neofascimo e do outro o avanço técnico-científico que altera a forma tanto de comportamento quanto de produção de conhecimento”, comenta. 

Sobre o Encontro Internacional Educação Popular e Cidadania 

O Encontro Internacional Educação Popular e Cidadania visa promover um intercâmbio de experiências, pesquisas e reflexões entre os diversos atores sociais com foco na Educação Popular, caminho para construção de uma cidadania emancipada e emancipatória. Ela conta com o apoio da FASE e de diversas entidades como a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO), Instituto Pacs e o Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO) entre outros, incluindo universidades nacionais e estrangeiras. Na edição de 2021, as inscrições podem ser feitas até o último dia do evento.

*Estagiário, com supervisão de Claudio Nogueira

Enviando sua mensagem