Júlia Têtê*

Diversão, empatia, arte e muito aprendizado entre as mulheres agricultoras. Foi com todo esse entusiasmo que a FASE na Bahia realizou na última sexta-feira (27), uma oficina de artesanato com a fibra da bananeira, agregando valores aos subprodutos da fruticultura. A atividade aconteceu no Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar de Mutuípe.

A oficina foi organizada por Elenilda Leite e Ariane Araújo, educadoras da FASE na Bahia com apoio do SINTRAF e contou com a presença da artesã natural, de Amargosa, Cristiane Pereira, passando seus conhecimentos com todo carinho para mais de 20 mulheres.

“Eu achei importante a troca de conhecimento, o encanto e a dedicação das mulheres com os artesanatos da fibra de bananeira. O interesse delas em querer aprender, elas ficaram super encantadas, usaram a criatividade delas para ornamentar as próprias garrafas. Foi muito satisfatória a atividade”, conta a facilitadora Cristiane Pereira.

A atividade que é fruto do projeto de ATER executado pela FASE no vale do Jiquiriçá, na Bahia tem como objetivo capacitar mulheres agricultoras para sua autonomia financeira, gerando renda e as incentivando, além da produção orgânica também a produzirem o artesanato. As mulheres deram um show de criatividade e aproveitaram para ornamentar suas próprias garrafas. Ao final da atividade todas as participantes receberam o certificado de capacitação.

O projeto de ATER é financiado pelo governo do estado da Bahia, por meio da SDR – Secretaria de Desenvolvimento Rural e Bahia ATER e executado pela FASE, nas comunidades rurais dos territórios Vale do Jiquiriçá e Baixo Sul baiano.

*Júlia Têtê é comunicadora popular da FASE Bahia.