Notícias

12/04/2021FaseJustiça Ambiental

Café Regional: nas ondas da Amazônia 17

O impacto da mineração para a vida das mulheres, a venda ilegal de territórios do Pai Lago Grande e o plano de uso com os direitos e deveres de cada cidadão morador da região foram temas da edição de março do programa Café Regional.


Em março, o programa da Café Regional fez uma cobertura focada nos impactos da construção de grandes empreendimentos na vida das mulheres daquela região, na venda ilegal de terras dos assentamentos do Pai Lago Grande, no Pará,  e nas normas para uso coletivo dos territórios de toda a Gleba Lago Grande. No dia 13, a Rádio Rural de Santarém fez uma manutenção no seu sistema elétrico e, por conta disso, o programa que seria transmitido nesse sábado foi ao ar no dia 20.

O programa abriu o mês, no dia 06 de março, falando dos danos provocados pela construção de grandes projetos de mineração na vida das mulheres que são vizinhas daquele empreendimento. Participaram Flávia Sabrina, coordenadora nacional do Movimento pela Soberania da Mineração (MAM); Miraci Pereira Silva, do assentamento Roseli Nunes, em Mirassol D’Oeste (MT)  e Sandrielem Vieira, da Pastoral da Juventude da região 8. 

 

“Não à titulação individual de territórios coletivos”, essa foi a palavra de ordem no dia 20 de março, abordando os casos de compra e venda ilegal de assentamentos da reforma agrária no território do Pai Lago Grande, no Pará. Foram entrevistados o advogado Pedro Martins, da organização Terra de Direito; Edilena Teixeira, da Federação das Associações de Moradores e Comunidades do Assentamento Agroextrativista da Gleba Lago Grande, a FEAGLE, Ricardo Aires, membro da Comunidade de Membeca e do coletivo os 15 guardiões do PAE e Daniel Dalla, procurador da República. 

 

No dia 27, Daniela Pantoja e Jéssica Santos continuaram falando sobre o falaram sobre a Gleba Lago Grande, dessa vez focando no plano de uso do território do Pai Lago Grande, com uma série de normas coletivas para a boa convivência entre todos. Os entrevistados foram Antônio Oliveira, o “Gavião”, da FEAGLE; Luziete da Silva Correa, da Comunidade de Coroca, no Arapiuns, que trabalha o turismo de base comunitária na região; Rosangela Castro, sócia de uma cooperativa local de artesãos, a  Turiarte, que fabricam peças com recursos nativos e Marlene Sarmento, agricultora familiar que mora na comunidade Cabeceira do Ouro. 

O Café Regional é uma iniciativa da FASE em parceira com a Rádio Rural de Santarém (PA) – 710 AM e tem o apoio do Greenpeace.  O programa vai ao ar todos os sábados, a partir das 08h05 da manhã, mas todos os episódios ficam disponíveis aqui no nosso site.

Enviando sua mensagem