Notícias

31/07/2021AgroecologiaJustiça AmbientalMulheres

Café Regional: nas ondas da Amazônia 21

O processo de construção, produção de alimentos e de vacinação contra a covid no Assentamento Agroextrativista (PAE) Lago marcaram a edição de julho do Café Regional, Além disso, o programa falou sobre a Romaria da Terra e das Águas e a luta de mulheres negras em meio ao Dia da Mulher Latino-americana e caribenha


Em julho, a construção do Assentamento Agroextrativista (PAE) Lago Grande e a sua importância econômica para as comunidades locais marcaram a cobertura do programa Café Regional, que também denunciou o atraso na campanha de vacinação contra a covid-19 nas comunidades do território que são mais afastadas. Além disso, a atração falou sobre a Romaria da Terra e das Águas, promovida pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e da luta de mulheres negras no mês em que celebramos o Dia da Mulher Negra, Latino-americana e caribenha.

Dessa forma, no dia 03 a temática foi “Pae Lago Grande: território coletivo e do bem viver”. Participaram Sara Pereira, educadora da FASE Amazônia e Antônio Oliveira, presidente da Federação das Associações de Moradores e Comunidades do Assentamento Agroextrativista da Gleba Lago Grande (FEAGLE). 

 No dia 10 o programa falou sobre a produção de alimentos agroecológicos, a pesca artesanal, o artesanato e o turismo de base comunitária, todas atividades realizadas pelas famílias da região do PAE, valorizando as riquezas naturais e os saberes dos seus ancestrais. Os entrevistados foram Ivete Bastos, coordenadora da Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais (AMTR), Ricardo Aires, da Comunidade de Membeca e Ian Sousa, da Aldeia Camará.

Na semana seguinte, vimos como a campanha de vacinação contra a covid-19 avança por todo o país, mas nem tanto nas comunidades mais afastadas da Gleba Lago Grande. Para entender mais sobre o assunto, no dia 17 as convidadas foram Laurinete Batista, Agente Comunitária de Saúde (ACS) na Comunidade Paysandu; Hosana Galúcio, também ACS da Vila Curuai; Gracivane Moura, presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Santarém e Irlaine Figueira, coordenadora do Núcleo de Atenção Primária da Secretaria Municipal Saúde dessa mesma cidade. 

Com isso, no dia 24 o programa falou sobre a 3° edição da Romaria da Terra e das Águas, evento promovido pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) e que marca o seu posicionamento contra o agronegócio, a favor da luta pelos direitos coletivos e da agroecologia. Foram entrevistados Gilson Rêgo, coordenador da CPT na diocese de Santarém; Sileuza Barreto, da Associação de Mulheres Trabalhadoras de Mojuí dos Campos (FLORES DO CAMPO) e Fabrício Monteiro, da Comissão de Conservação e Rios e Lagos do município de Monte Alegre. 

Um dia pois, 25, comemoramos o Dia de Tereza de Benguela, líder quilombola que viveu nos anos de 1700, e o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha. Com isso, no dia 31 o programa discutiu sobre a luta e a resistência de mulheres negras na nossa sociedade. Participaram Beatriz Martins, professora da Universidade Federal do Oeste do Pará(UFOPA); Fabíola Pinheiro, militante do coletivo de Mulheres Negras de Santarém e Mara Roberta, advogada e integrante da Comissão de Direitos Humanos da Organização dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Santarém. 

O Café Regional é uma iniciativa da FASE em parceira com a Rádio Rural de Santarém (PA) – 710 AM e que tem o apoio do Greenpeace.  O programa vai ao ar todos os sábados, a partir das 08h05 da manhã, mas todos os episódios ficam disponíveis aqui no nosso site.

Enviando sua mensagem