Notícias

06/01/2020Justiça Ambiental

Janeiro Marrom: Mês de alerta sobre a mineração e o crime da Vale em Brumadinho

Semelhante ao Outubro Rosa e o Novembro Azul, que fazem parte do calendário anual de campanhas, essa mobilização pretende que o Janeiro Marrom ganhe repercussão para também fazer parte


O Janeiro Marrom¹ é uma campanha para que o crime cometido pela mineradora Vale S/A, em Brumadinho, Minas Gerais (MG), não caia no esquecimento. A campanha visa alertar que a mineração mata e assombra pessoas, destroi comunidades, fauna, flora, paisagem, ar, solo, nascentes, aquíferos e rios. De forma implacável, avança sobre territórios inviabilizando outras formas de viver, violando direitos e fazendo uso das mais diversas estratégias para deixar refém a população. 

Semelhante ao Outubro Rosa e o Novembro Azul, que hoje fazem parte do calendário anual de campanhas, essa mobilização pretende que o Janeiro Marrom ganhe repercussão para também fazer parte. Idealizada por Guto em parceria com o Movimento pelas Serras e Águas de Minas (MovSAM) em memória das vidas ceifadas no rompimento da barragem de rejeitos da Mina Córrego do Feijão, da Vale, no dia 25 de janeiro de 2019.

Acompanhe as redes sociais da campanha: Instagram, Twitter e Facebook.

 

[1] Entre as organizações e movimentos participantes desta iniciativa está a Articulação Internacional das Atingidas e Atingidos pela Vale ( AV), da qual a FASE é parte.

Enviando sua mensagem