Notícias

06/12/2006Amazonia

O Grão que cresceu demais: o caso da soja em Santarém e Belterra

Vídeo sobre o avanço dos plantios de soja no mundo, no Brasil e nos Municípios de Santarém e Belterra, no Pará, apontando diversos problemas sociais e ambientais derivados desse processo


Vídeo produzido pela FASE Amazônia com a participação de lideranças do Baixo Amazonas. O vídeo é um dos primeiros resultados da pesquisa “Conflitos socioambientais, demandas sociais e políticas públicas: impactos do avanço da soja no Estado do Pará” que vem sendo construída com os movimentos sociais. A pesquisa também faz parte de um estudo mais amplo da FASE, “Projeto Soja, Sociedade e Meio Ambiente”, com estudos de caso no Pará, no Mato Grosso e no Amazonas dialogando com um estudo geral a partir de informações nacionais e internacionais sobre a produção, consumo e comércio internacional da soja.

Além de levar a reflexão sobre o avanço dos plantios de soja no mundo, no Brasil e nos Municípios de Santarém e Belterra, apontando diversos problemas sociais e ambientais derivados desse processo através de depoimentos de produtores (as) familiares e dados estatísticos, o vídeo revela situações de resistência e as experiências alternativas em curso.

O vídeo chama a atenção para o fato de que os maiores plantios de soja geram desmatamentos e diversos problemas como doenças humanas e em animais domésticos, aumento de pragas, poluição do ar e de igarapés pelo uso dos pesticidas e herbicidas, e outros males que afetam direta e negativamente a economia da produção familiar.

Enviando sua mensagem