Faleceu na última terça-feira (01) o economista José Carlos Zanetti, vítima de um câncer. Paranaense de nascimento, foi no estado da Bahia que Zanetti passou boa parte da vida e ganhou destaque no cenário político local, a ponto de ter sido preso e torturado na década de 70 durante o período da Ditadura Militar brasileira. A informação é do jornal “Grande Bahia”.

Sempre em defesa da democracia, chegou a ser parceiro da FASE em diversos momentos de lutas pela garantia de direitos através da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE).


O velório e a cremação aconteceram na tarde ontem (02) no cemitério Jardim da Saudade, em Salvador. O economista tinha 76 anos e deixou sua esposa, Cleusa, e sua única filha, Caroline.