Notícias

24/02/2016Pernambuco

Ação mobiliza e dá destino certo a lixo na comunidade Caranguejo Tabaiares (PE)

Comunidade localizada na Ilha do Retiro, na zona oeste do Recife, foi escolhida como sede da iniciativa do programa da FASE em Pernambuco. A ação visa orientar para coleta seletiva e reciclagem do lixo, envolvendo jovens multiplicadores e moradores da região


Marcada pela degradação ambiental e por precárias condições de infraestrutura nas habitações, a Comunidade Caranguejo-Tabaiares, na Ilha do Retiro, zona oeste do Recife, foi escolhida para ser sede de uma iniciativa que visa conscientizar os moradores sobre a importância da destinação correta do lixo. O projeto Educação Ambiental Gerando Cidadania¹, idealizado pelo programa da FASE em Pernambuco,  é um dos vencedores do edital da Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade para seleção de propostas da sociedade civil.

pe 1
Arte ajuda comunidade e receber e repassar informações. (Foto: Ashlley Melo/JC Imagem)

O trabalho, que será desenvolvido em seis meses, custará R$ 60 mil, financiados pelo Fundo Municipal do Meio Ambiente. O objetivo é mobilizar a população através da campanha “Lugar de Lixo é no Lixo”, informando como devem ser feitas a coleta seletiva e a reciclagem. Cerca de 800 domicílios da comunidade serão visitados por uma “brigada ambiental”, constituída por seis jovens moradores selecionados por um concurso. A mobilização acontece para modificar a paisagem de três principais pontos de confinamento inadequado de despejos, localizados na Rua e nas Travessas Campos Tabaiares.

“As vias da comunidade estão quase sempre abarrotadas de lixo, especialmente garrafas e sacolas plásticas. As sacolas são as grandes responsáveis pelos entupimentos ocorridos na rede de esgoto condominial existente na área, causando alagamentos e favorecendo o surgimento de doenças”, explicou o representante da FASE, o educador Adelmo Araújo. Segundo ele, o foco da abordagem será a importância de guardar o lixo em local apropriado, respeitando dias e horários da coleta realizada pela prefeitura.”O objetivo do projeto é conscientizar os moradores sobre a forma correta de coletar o lixo. Através de conversas, palestras, eventos escolares e alto-falantes, vamos nos mobilizar para ter uma comunidade mais limpa”, completa a estudante Eriquiane Pimentel, de 19 anos.

“Nos pontos críticos da Caranguejo-Tabaiares, trabalharemos com grafitagem com temática ambiental e instalação de jardins com materiais recicláveis. Também incentivaremos as famílias a adotarem a separação dos resíduos sólidos, destinando o material aos catadores existentes na comunidade”, acrescentou Adelmo Araújo. Os cerca de 300 alunos da Escola Municipal Mércia de Albuquerque Ferreira, situada na Rua Tabaiares, também serão envolvidos em sala de aula.

pe 2
Eriquiane e Ellyson, jovens multiplicadores da ação da FASE em PE. (Foto: JC Imagem)

Além dos jovens, as organizações comunitárias locais também participarão da campanha como multiplicadoras de informação.”O trabalho dos jovens multiplicadores é visitar as casas da comunidade, alertando os moradores para os problemas causados pelo acúmulo de lixo. Estudamos e nos preparamos para poder repassar a informação para as pessoas”, explicou o estudante Ellyson Marques, de 18 anos.

A secretária de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Cida Pedrosa, afirmou que os moradores do local têm grande poder de mobilização. “Aqui há a União dos Moradores, o Grupo de Idosos e a Associação Desportiva Cultural de Capoeira, e todas essas entidades firmaram parcerias com o projeto. Vamos usar a facilidade de se mobilizar para propagar a campanha”, afirmou a secretária. Localizada na Zona Especial de Interesse Social (Zeis) Caranguejo-Tabaiares, a comunidade tem 9,58 hectares e 3.458 habitantes. O trabalho foi lançado em dezembro e será desenvolvido até maio no local. É um projeto piloto, com caráter experimental. Caso seja aprovado, poderá ser desenvolvido em outras comunidades do Recife.

[1] Matéria de Maria Regina Jardim publicada no Jornal do Commércio.

Enviando sua mensagem