FASE PE e lideranças urbanas iniciam construção de Planos Territoriais de Defesa da Justiça Socioambiental

O documento atualizará a situação socioambiental das comunidades, utilizando informações de diagnósticos e estudos locais existentes, e contribuirá para enfrentar as injustiças socioambientais em cada território

FASE Rio e Moradores de Mesquita debatem problemas no saneamento básico da região

Encontro, que aconteceu no sábado, 4 de maio, contou com formação política sobre direitos da população e consequências da concessão de parte dos serviços da CEDAE à empresas privadas.

Comunidade das Flores: exemplo de governança popular e nova parceira da FASE

Ações dos projetos Direito à cidade: resistindo e enfrentando as desigualdades no Recife (PE) e Fortalecendo Mulheres e suas Práticas Coletivas de Direito à Cidade estão sendo desenvolvidas no território

FASE PE contribui com o Plano de Contingência para chuvas no Recife

O Plano de Contingência, conforme determina a Lei 12.608/2012, visa orientar a resposta rápida e eficaz a desastres climáticos, a exemplo de enchentes e deslizamentos de terra

FASE PE mobiliza mulheres periféricas por Justiça Socioambiental no Recife

O curso integra as atividades do projeto “Fortalecendo Mulheres e Suas Práticas de Direito à Cidade com Justiça Socioambiental”

Em entrevista, coordenador da FASE Rio analisa soluções para enchentes

“Uma cidade como o Rio teria recursos para investir em drenagem, mas a maioria das cidades da região metropolitana não tem dinheiro suficiente e, muitas vezes, falta pessoal técnico qualificado”

Caminho das Águas – “Quem paga tem, e quem não pode pagar, fica sem?”

Desde 1961, a FASE atua no fortalecimento de grupos sociais para a garantia de direitos, da democracia e da justiça ambiental. Atualmente, está presente em seis estados, já tendo impactado cerca de 3,7 milhões de pessoas ao longo da nossa trajetória.

No tema das águas, a FASE é reconhecida pela presença histórica na luta pela universalização do acesso ao saneamento como um componente do direito à cidade, compreendendo enquanto “saneamento” o conjunto de serviços e bens de provisão de água, tratamento de esgoto, drenagem e destinação adequada de resíduos sólidos. Recorrentemente denuncia o escândalo que é viver em um país rico em água e com capacidade instalada para atender à crescente demanda social por direitos e cidadania, mas com parcelas tão significativas da população totalmente excluídas das redes de acesso à água encanada e vivendo em condições insalubres de dejetos a céu aberto.

Práticas que se reproduzem e como o Recife é uma metáfora das cidades do Brasil

Não é de hoje que soluções inclusivas e sustentáveis que garantam a permanência da população pobre nessas áreas não são priorizadas

Tragédia climática na região metropolitana fluminense

As chuvas torrenciais dos dias 13 e 14 de janeiro, na região metropolitana do Rio de Janeiro, mostram os múltiplos fatores responsáveis por mortes, prejuízos…

A dor da gente não sai no jornal

Na quarta-feira, 26 de julho de 2023, um jornal impresso, de grande circulação, do estado do Rio de Janeiro, publicou Caderno Especial Saneamento. Na primeira página, destacam que, três anos após a aprovação do marco de saneamento, aumentou o número de pessoas com acesso à água e com o esgoto tratado. A realidade, infelizmente, não é bem assim.

Porto Maravilha: alegoria de um Brasil em desencontro com o Brasil

Este ensaio de Aercio Barbosa de Oliveira, coordenador da FASE Rio de Janeiro, aborda a experiência de mobilização social com moradores e moradoras do Morro da Providência para evitar remoções de famílias causadas pelo projeto de urbanização na capital. Além disso, analisa como as elites ignoram a realidade brasileira ao produzirem pastiches, com base naquilo que é produzido fora do país.
A revista “Em Pauta: teoria social e realidade contemporânea” é um veículo de divulgação científica da Faculdade de Serviço Social da UERJ e do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social. Seu foco é a compreensão de determinações e contradições sócio-históricas que envolvem a esfera da política e o mundo do trabalho, com destaque para as lutas sociais no Brasil e nos países hispano-americanos.

Ação da FASE na Defesa do Direito à Cidade com Justiça Socioambiental

Na FASE, a Causa “Direito à Cidade com Justiça Socioambiental” tem como missão fortalecer a ação dos movimentos sociais, das organizações populares e das periferias em favor do acesso a políticas urbanas pelo direito à cidade e ao meio ambiente como condição para enfrentar as desigualdades urbanas no país.

Metrópoles brasileiras e o capitalismo rentista-financeiro

“Nem tudo que é encarado pode ser mudado. Mas nada pode ser mudado até ser encarado”

Tragédia em Petrópolis: Será esse o futuro das metrópoles?

Aercio B. de Oliveira e Bruno França* Morro do Bumba, em Niterói, 2010; Região Serrana do Rio de Janeiro, 2011; Xerém, em Duque de Caxias,…

No Rio, violência urbana em ano eleitoral

Aercio Barbosa de Oliveira, coordenador da FASE no Rio de Janeiro Mal começou o ano de 2022 e o governador Cláudio Castro (PL), com a…

Chacina do Jacarezinho é mais um crime bárbaro contra a humanidade

A FASE vem à público manifestar sua indignação e exigir respostas dos órgãos competentes sobre a chacina cometida pela Polícia Civil no dia 06 de…

Lições da COVID-19: proposta de nova lei de saneamento é risco para o povo

Em artigo, Ricardo de Sousa Moretti e Edson Aparecido Silva, alertam para alteração na lei que obriga municípios a repassar os serviços de água e esgoto para as empresas privadas