Cerveja feita por mulheres carrega tradição ancestral em Mato Grosso

Bebida artesanal aumentou a renda e deu novo significado ao processo produtivo do local através do empoderamento e da sororidade.

Com país em retrocesso, FASE se desafia a avaliar ações de uma década

Estudo de impacto reúne análises da atuação da organização em diferentes territórios e escalas de incidência política

Artigo: Assistência social sob ataque e pobreza em alta

Tatiana Dhamer, presidenta da FASE e professora, analisa os efeitos do desmonte da assistência social e a asfixia do Estado

Artigo: Reforçar novos horizontes com sustentabilidade e solidariedade

Pedro Cláudio Cunca Bocayuva A pandemia acentuou práticas de cooperação em rede como forma de enfrentamento à crise e ações de destruição dos sistemas e…

Artigo: FASE – do local ao global, 60 anos se renovando

Fátima Mello No início dos anos 1990, um amplo conjunto de organizações e movimentos sociais brasileiros se preparava para receber parceiros do mundo todo no…

Editorial: FASE completa 60 anos mirando os próximos desafios

No dia em que completamos 60 anos de fundação, fazemos um paralelo entre os desafios do presente e do passado para fortalecer as bases da esperança num futuro de ampliação de direitos, superação das desigualdades e reconstrução do Brasil

Resistência e Solidariedade: um capítulo a mais nas ações da FASE

Passados 100 dias, desde aquele 15 de março, conseguimos apoiar 9.100 famílias através da doação de cestas básicas,  além de 5.661 máscaras, 1.200 garrafas (de 500 ml) de água, 720 sabonetes,3.210 remédios homeopáticos

Bolsonaro não precisa das ONGs para queimar a imagem do Brasil no mundo inteiro

Mais de 118 organizações da sociedade civil assinaram nota contra as declarações do presidente Jair Bolsonaro

Trilhas da Democracia: Debate sobre a Reforma da Previdência

Nesse programa Trilhas da Democracia, que foi ao ar na TV Pernambuco no dia 8 de abril, o historiador e professor Marco Mondaini mediou um debate sobre a Reforma da Previdência, com os seguintes convidados: Cláudio Ferreira, presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/PE, e Cícera Nunes, presidenta da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (Fetape)

Trilhas da Democracia – Entrevista com Tânia Bacelar

No Trilhas da Democracia, que foi ao ar na TVPE, em 01 de abril de 2019, o historiador e professor Marco Mondaini entrevistou a economista e socióloga Tânia Bacelar sobre os Impactos do Neoliberalismo na sociedade brasileira.

1º de maio: nada a comemorar

Não há dúvida de que a famigerada Reforma da Previdência, uma vez aprovada, irá interagir de maneira perversa com a Reforma Trabalhista

Trilhas da Democracia – Entrevista com Emir Sader

No Trilhas da Democracia, que foi ao ar na TVPE, em 25 de março de 2019, o historiador e professor Marco Mondaini entrevistou o sociólogo e cientista político Emir Sader sobre a conjuntura política nacional e internacional.

Ao promover o desmonte da previdência, o governo compromete presente e futuro de gerações

Coalizão Antiausteridade se posiciona criticamente em relação à reforma da previdência e se soma à grande mobilização nacional contra a medida

Trilhas da Democracia: governo Bolsonaro em debate

As expectativas em relação ao governo de Jair Bolsonaro com o foco nos impactos sociais e ambientais do desenvolvimento é o tema deste Trilhas da Democracia. O historiador e professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Marco Mondaini recebe para o debate a doutora em Geografia e professora do Departamento de Ciências Geográficas da UFPE, Ana Cristina Fernandes, e o doutor em Desenvolvimento Urbano e diretor executivo da FASE, Evanildo Barbosa.

Como você comunica suas ideias?

Vivemos em um mundo cada vez mais conectado. Quando não estamos usando o celular e nossas redes sociais estamos fazendo comunicação. Mas você sabe de fato a importância de comunicar? E como organizações da sociedade civil podem compartilhar suas boas ideias utilizando as plataformas digitais? Temos que ser estratégicos!

Nota pública : Sociedade civil organizada, autônoma e atuante é base da democracia!

A Abong irá interpelar administrativamente o governo Bolsonaro para que adeque os termos da MP 870 às normas constitucionais. A entidade destaca que não cabe ao governo supervisionar, coordenar ou mesmo monitorar as ações da organizações da sociedade civil

Parceria entre FASE e Mamirauá promove curso de Sistemas Agroflorestais por meio da agroecologia

O curso de Multiplicação de Conhecimentos em Sistemas Agroflorestais, na cidade de Tefé (AM), teve como objetivo potencializar o debate sobre as ações agroecológicas e a sua contribuição na formação de multiplicadores para o manejo de Sistemas Agroflorestais na Região Amazônica

Boletim nº 47

– Sociedade continuará pressionando contra o Pacote de Veneno
– Democracia e Bem Viver em pauta no Rio de Janeiro
– Golpe intensificou violência no Brasil em todos os âmbitos
– Mulheres Guerreiras da Palha do Arroz
– Especial Matopiba: O capital acima da vida
– IV ENA: protestos, anúncios e sujeitos políticos
– Biocombustíveis na aviação: carta crítica ao plano da ONU

Boletim nº 46

– Vozes dos territórios pautam Carta Política do IV ENA
– “Somos como as águas. Juntas, temos mais força”
– “Temos que nos levantar como país contra a fome”
– O Deus chamado desenvolvimento e a petroDependência
– Plataforma Dhesca mapeia violações cometidas em Suape
– Em foco: Plano de Desenvolvimento do Rio de Janeiro
– Mães de Maio: “Por memória, verdade e justiça”

A Geopolítica de Infraestrutura da China na América do Sul

O livro “A Geopolítica de Infraestrutura da China na América do Sul” trata do papel e lugar dos investimentos chineses nos processos por meio dos quais a globalização se materializa territorialmente no Brasil, em especial os megaprojetos de infraestrutura logística – as veias que rasgam o espaço planetário para canalizar os fluxos de mercadorias – no afã de garantir o controle capitalista e geopolítico de vias de escoamento de commodities agrícolas, minerais e energéticas e de proteína animal. Tendo em vista que a produção brasileira de commodities essenciais para a estabilidade da economia mundial tem importância estratégica, a publicação problematiza como a dimensão geopolítica incide sobre a formatação de agendas, programas e planos multilaterais e governamentais de infraestrutura, enfatizando em especial a ascensão da China e do Pacífico como eixos dinâmicos da economia mundial e o apetite crescente de capitais por oportunidades rentáveis de investimento. A partir do caso do Tapajós, o estudo debate como estes investimentos provocam conflitos territoriais com os grupos sociais estabelecidos, que são alienados dos debates sobre os megaprojetos, reagindo, em contrapartida, e desestabilizando o mais cartesiano dos planos governamentais, multilaterais ou capitalistas.