Alcindo Batista¹

Esse mês, o programa da FASE no Mato Grosso distribuiu alimentos produzidos por agricultores familiares a partir da articulação da rota de comercialização Caminhos da Agroecologia, que reúne 14 organizações de Cuiabá e Comodoro. Itens como mandioca, batata doce, banana e demais frutas e verduras, além de carne frango e porco (incluindo a banha para frituras),  compõe as cestas para as 185 famílias de Cáceres e Nossa Senhora do Livramento.

Em Cáceres, as doações foram intermediadas pela Paróquia São Sebastião, Paróquia da Paróquia de Nossa Senhora do Livramento e pelo Acampamento Renascer, do Movimento dos Sem Terra (MST), a famílias tradicionais e periféricas de imigrantes.

Leonel Wohlfahrt, educador da FASE, conta que a ação é feito por duas razões. “A primeira é que a economia da agricultura familiar está paralisada. Os agricultores e agricultoras da região não estão vendendo nada nessa pandemia. Então, a gente tenta comprar a produção de alguns deles para aquecer essa economia e, ao mesmo tempo, ajudar as populações mais vulneráveis da baixada cuiabana”. A expectativa é de a próxima entrega dos alimentos seja entregue dia XXX, encerrando o ciclo dessa auxílio que garantiu a segurança alimentar dos povos tradicionais dessa região.

[1] Estagiário, sob supervisão de Cláudio Nogueira