Notícias

02/06/2021Amazonia

Café Regional: nas ondas da Amazônia 19

Os crescentes ataques que lideranças e povos indígenas vêm sofrendo na Amazônia, assim como a exploração de madeira ilegal e os riscos da mineração no Baixo Amazonas e programas do governo como o "Adote um Parque", que na prática é da venda das nossas florestas


O programa Café Regional em maio falou sobre o crescimento da extração tanto de madeira como de minérios tanto para as comunidades como para o meio ambiente da Região Amazônica. Além disso, foram abordados tema como o aumento dos ataques aos povos indígenas, lideranças e entidades coletivas e os desmontes de políticas e programas do governo. Confira os nossos destaques: 

“Se a floresta acabar, a terra vai chorar”, esse foi o pensamento de Messias Silva, do Assentamento Agroextrativista (PAE) Juruti Velhoentrevistado no dia 1°, quando o assunto foi os riscos da expansão da mineração no Baixo Amazonas. Além dele, participaram da atração Márcio José Sanches, da Comunidade São Francisco do Barro e coordenador do conselho fiscal da Associação das Comunidade da Região do Pae Juruti Velho (ACORJUVE) e Sara Pereira, educadora do programa da FASE na Amazônia. 

A invasão de garimpeiros à sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santarém (STTR) no dia 03 de maio, junto a uma série que outros ataques que lideranças vêm sofrendo na região fez com que o tema no dia 08 fosse “A exploração madeireira e as ameaças ao STTR de Santarém e ao CITA”. Participaram  Auricélia Arapiun, coordenadora do Conselho Indígena Tapajós Arapiuns (CITA) e Ciro Brito, advogado, parlamentar e assessor jurídico, integrante do Coletivo de Advocacia Popular da Amazônia Maparajuba. 

Dessa forma, no dia 15 o assunto foi “Os ataques aos povos indígenas e aos seus territórios”, haja vista a união dos povos contra o desenvolvimentismo, que prejudica atividades como a caça e pesca das comunidades tradicionais e vem causando conflitos na região. Foram entrevistados Dinamam Tuxá, coordenador da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), Júnior Yanomami, presidente do Conselho de Saúde Indígena Yanomami Ye’kuanna (Condisi-Y) e o Cacique Juarez Saw Munduruku, do povo da etnia indígena Munduruku, no Médio/Alto Tapajós. 

“A contínua violência contra lideranças na Amazônia”, essa foi a discussão no dia 22 de maio, seguindo com o raciocínio que foi construído na semana anterior. Os entrevistados foram Evandro Medeiros, professor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA); Padre José Boeing, da congregação do verbo divino,  coordenador da ONG Vivat Internacional e da campanha “Vida por um Fio”, da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM). 

E fechando o quinto mês do ano, o programa tratou sobre o programa “Adote um Parque’, uma iniciativa o governo federal, por meio do Ministério do Meio Ambiente de “preservação ambiental”, que privatiza nossas florestas, reservas e assentamentos, dando direito aos donos de fazer o seu uso. Participaram da atração Letícia Tura, diretora-executiva da FASE; Ivanildo Costa, representante do Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS) e Manuel Edivaldo, presidente do STTR. 

O Café Regional é uma iniciativa da FASE, em parceira com a Rádio Rural de Santarém (PA) – 710 AM e com a RC FM Lago que conta com o apoio do Greenpeace.  O programa vai ao ar todos os sábados , a partir das 08h05min da manhã, mas todos os episódios ficam disponíveis aqui no nosso site.

 

 

Enviando sua mensagem