A fearless fight to pull down the so-called “bridge to the future”

International solidarity is needed to respond to the aberrations of Brazil’s young democracy. Though the governmental plan of the interim President is called “A Bridge to the Future,” it is leading us backward

Em nome de Deus e da família se votou contra a Democracia no Brasil

Sociedade civil organizada têm na crise o desafio de reposicionar-se de maneira mais autônoma, lutando por um espaço amplo de diálogo entre diversas expressões sociais populares. É preciso continuar nas ruas por mais democracia e contra mais retrocessos

In the name of God and the family, Democracy was voted down in Brazil

The crisis challenges organized civil society to reposition itself, with greater autonomy, and fight for a broad arena in which the people’s diverse social expressions can dialog. They must stay in the streets for more democracy and against further regression

More Democracy, to Defend the Rule of Law

FASE is concerned about the political process underway in Brazil. Recent events are weakening the country’s still fragile democracy. We also recall the need to continue opposing the present overall approach to development

Por mais Democracia e em defesa do Estado de Direito

A FASE se preocupa com o momento político vivido pelo país. Os recentes acontecimentos enfraquecem a democracia brasileira, que ainda é tão frágil. Ao mesmo tempo, reforçamos que é preciso continuar lutando contra o atual modelo de desenvolvimento

FASE supports women’s struggles against male chauvinism and political regression!

Despite many obstacles, women in organizations, social movements, unions, associations, fora and networks have led mobilizations for profound change. Their struggles oppose present modes of oppressive development

Minerando o futuro: século XXI neolítico

A FASE se solidariza com as famílias e povos afetados, mantendo-se vigilante por suas justas, urgentes e necessárias reparações por parte do Estado e das empresas criminosas

Pela mobilização da sociedade em torno de uma agenda política popular

FASE apoia e se soma à resistência a qualquer ameaça às conquistas democráticas do país. No entanto, reforçamos a necessidade da expressão clara de uma agenda política de defesa e garantia de direitos, algo inconciliável com a Agenda Brasil

Por que apoiar a FASE?

FASE aposta em campanha para continuidade de uma história de luta por direitos, com solidariedade e justiça, de mais de 50 anos

Terceirização: grande salto na desconstrução de direitos

Trabalhadoras e trabalhadores defrontam-se com a ameaça real de o país retroceder ao patamar de direitos trabalhistas anterior à era Vargas e à implantação da CLT, mas ainda há tempo para uma ampla mobilização da sociedade contra projeto aberrante

Pela radicalização da democracia e contra retrocessos

Ainda que a democracia brasileira tenha muito que se fortalecer e se ampliar, sendo necessárias as críticas ao atual sistema político, a FASE considera inadmissíveis clamores pelo retorno dos militares ao poder

Eleições 2014: barrar retrocesso para articular avanços

É preciso derrotar a candidatura reacionária de Aécio. Porém, não se pode ter ilusões e fechar os olhos para as contradições do governo Dilma. Para conquistar novos avanços, o maior desafio para a esquerda está no “terceiro turno”

Ambientalismo não combina com rentismo e privatismo

Nesse 2º turno das eleições, editorial da FASE chama atenção para o fato de questões ambientais serem palco da luta de classes

A insuficiência do debate eleitoral

Nesse momento de eleições, editorial analisa como estão sendo tratados temas caros à FASE

A Renda Básica de Cidadania

Texto fala sobre o livro de bolso “Renda Básica de Cidadania: a resposta dada pelo vento”, do senador Eduardo Matarazzo Suplicy

Carta Política: “Nem neoliberalismo, nem desenvolvimentismo”

Esta carta, que chega em um momento marcado por rupturas institucionais no Brasil pós-golpe parlamentar-jurídico-midiático-empresarial, é um convite para recuperarmos, coletivamente, nossa capacidade de não tolerar injustiças, dispositivos e ações de discriminação sexistas, racistas e classistas. Diante das profundas mudanças por que passou a sociedade brasileira nas últimas décadas, após períodos de predomínio do neoliberalismo e ciclos desenvolvimentistas, a FASE vem atualizar e renovar os seus compromissos com as classes populares, povos e populações das cidades, do campo e das florestas e por densas transformações da sociedade. Entendemos que a construção de um Brasil democrático, sem desigualdades e com justiça ambiental passa pela crítica à ideologia do progresso e à ilusão do desenvolvimento.

Por uma reforma política que radicalize a democracia

Às vésperas das Eleições 2018, a Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma Política realizou atividade para articular iniciativas que têm enfrentado os desmontes de direitos no Brasil pós-golpe

Roda de Conversa: Como enfrentar os desmontes? Mais Direitos, Mais Democracia!

Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma Política convida diversas iniciativas em curso contra os desmontes patrocinados pelo governo Temer para atividades no Rio de Janeiro

FASE está selecionando Gerente Administrativo e Financeiro Adjunto (a)

A organização, que atua em diferentes estados do país, recebe currículos até o dia 10 de agosto