Impactos da cadeia industrial da carne

O que está por trás da cadeia industrial da carne? Essa importante questão tem a ver com os nossos hábitos de consumo, mas também com as grandes empresas que degradam o meio ambiente. O assunto foi tema de evento realizado no Rio de Janeiro pela Fundação Heinrich Böll. Julianna Malerba, do Grupo Nacional de Assessoria (GNA) da FASE, esteve entre as palestrantes da atividade “A carne é fraca: por trás dos impactos da cadeia industrial da carne”. Para além deste poderio econômico e esquemas ilegais, a cadeia industrial da carne causa graves impactos sociais e ambientais.

Águas do Brasil em debate

O Brasil tem uma posição privilegiada no mundo devido à fartura de água do país como um todo. Ele conta com 12% dos recursos hídricos do planeta. Recentemente, o país foi palco do 8º Fórum Mundial da Água (FMA), denunciado por organizações e movimentos sociais como o “Fórum das Corporações”, e do Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA). Nesse contexto, o programa Unidiversidade, do Canal Saúde (FioCruz), discutiu a gestão das águas no Brasil. Aercio Barbosa de Oliveira, coordenador do programa da FASE no Rio de Janeiro, foi um dos convidados.

CAR para quem? Pra quê? Verdades e mentiras sobre o CAR

A publicação traz informações importantes e uma visão crítica sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR). Ela foi elaborada a partir das dúvidas que surgiram em atividades realizadas pelo Grupo Carta de Belém (GCB), do qual a FASE é parte, junto a comunidades pelo Brasil. Esse material é produzido com base em uma pesquisa técnica realizada pela advogada popular Larissa Packer e pelos pesquisadores Carlos Frederico Marés, Katya Isaguirre, Marcela Vecchione, Juliana Santilli e Eliane Moreira. Além disso, representa o acúmulo das discussões realizadas em oficinas e atividades de formação sobre o CAR realizadas pelo GCB, junto a agricultores familiares, camponeses, povos indígenas, povos e comunidades tradicionais.

Reconcentração fundiária será o maior legado da contrarreforma agrária do governo Temer

O que o governo vem anunciando como política de apoio à reforma agrária deverá resultar, na verdade, em uma nova dinâmica de concentração fundiária. Dinâmica essa que, apesar de contar, cada vez mais, com o aparato normativo a seu favor, segue acionando formas truculentas de coerção

Debate sobre a água no Brasil

Qual o sentido de (r)existência do Fórum Alternativo Mundial da Água? O evento, marcado para março de 2018, faz um contraponto ao fórum das corporações. Maiana Maia, da FASE, falou sobre o assunto em audiência pública da Comissão de Legislação Participativa, em Brasília

A extinção da RENCA: envolvimento pela Amazônia

Em artigo, Sara Pereira, educadora do programa da FASE na Amazônia, chama atenção para o envolvimento da sociedade contra a extinção da Renca e as necessidades da Amazônia

Água é bem comum, território, alimento e vida

Maiana Maia, da FASE, foi uma das convidadas do evento de lançamento internacional do Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA), realizado no dia 25 de setembro em São Paulo. Ela falou sobre a importância da água como bem comum e sobre a resistência dos povos frente sua privatização. O FAMA será promovido em 2018, em Brasília, e é formado por organizações da sociedade civil, sindicatos e movimentos populares e ambientais, nacionais e internacionais, que têm o objetivo de discutir a água como um direito, e não mercadoria.

Um ano de golpe no Brasil: mercantilização da natureza e mais ataques contra os povos e seus territórios

Para os grupos que acreditam na justiça ambiental, trabalham em defesa dos bens comuns e querem um meio ambiente realmente saudável, muitos desafios vêm pela frente

Série Bens Comuns: Teca, do Águas do Gandarela (MG)

Maria Teresa Corujo, mais conhecida como Teca, faz parte do movimento Águas do Gandarela. Ela e seus companheiros lutam em Minas Gerais contra a expansão da mineração e em defesa das águas. As entrevistas para essa série ” Vozes pela Vida: a luta em defesa dos Bens Comuns” foram gravadas durante o Seminário Nacional “Bens Comuns: diálogos de práticas e saberes contra-hegemônicos”, promovido em outubro de 2016 pelas seguintes organizações: FASE, RBJA, Núcleo Tramas, Movimento Águas da Gandarela, SOF e IFPR.

Série Bens Comuns: Manoel Inácio, do CicloVida (CE)

Manoel Inácio, do Ceará, integra iniciativas em defesa dos bens comuns: viagens de bicicleta pela América Latina para trocar sementes e fortalecer a diversidade alimentar da região; e mobilizações comunitárias a fim de rebrotar olhos d’água no semiárido. As entrevistas para essa série ” Vozes pela Vida: a luta em defesa dos Bens Comuns” foram gravadas durante o Seminário Nacional “Bens Comuns: diálogos de práticas e saberes contra-hegemônicos”, promovido em outubro de 2016 pelas seguintes organizações: FASE, RBJA, Núcleo Tramas, Movimento Águas do Gandarela, SOF e IFPR.

Maiana Maia (FASE) é convidada do Bate Papo na Saúde

Programa Bate Papo na Saúde “Rio São Francisco: margens em tensão” traz como entrevistadas Maiana Maia, do Grupo Nacional de Assessoria (GNA) da FASE, e Marina Rocha, da Articulação Popular Rio São Francisco Vivo. Esta edição aborda os impactos gerados pelas obras de transposição do Rio São Francisco, que foram discutidos em seminário promovido pela FioCruz Pernambuco.

É preciso defender o acesso à água como direito

Caroline Rodrigues, educadora do programa da FASE no Rio de Janeiro, faz um alerta sobre as consequências da privatização da Ceade. Para ela, a concessão do serviço aumentará as desigualdades sociais

O rastro de destruição deixado por transnacionais na América Latina

O que a luta por justiça na Amazônia equatoriana tem a ver com os movimentos por justiça ambiental e por direitos humanos no Brasil? Em artigo, Diana Aguiar, da FASE, responde a essa questão apontando para a impunidade de empresas em todo continente

Direitos Humanos e a expansão petroleira

No Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro, saudamos seus defensores e defensoras, no Brasil e no mundo!

Não foi acidente

Quantas Marianas (MG) serão necessárias para que o Brasil reveja seu modelo de desenvolvimento? A partir dessa questão, a FASE, a Rede Brasileira de Justiça Ambiental (RBJA) e o Comitê Nacional em Defesa dos Territórios Frente à Mineração produziriam o vídeo “Não foi acidente”. Além de relembrar as irresponsabilidades da empresa, controlada pela Vale e pela BHP Billiton, a produção destaca que o crime ambiental está relacionado a uma lógica que se repete pelo país, ameaçando a biodiversidade, a economia local e os modos de vida de populações em diversos territórios.

This was not an accident

How many Mariana disasters (a city in the Brazilian state of Minas Gerais) will be necessary for Brazil to review its development model? From this question, FASE, along with the Brazilian Environmental Justice Network (RBJA) and the National Committee for Land Resistance against Mining produced the video “It wasn’t an accident”. Besides recalling all the irresponsibility of the company, which is managed by Vale and BHP Billiton, the production highlights that such environmental crime is related to a logic that repeats itself throughout the country, thus threatening biodiversity, the local economy and the peoples’ ways of life in many territories.

No fue accidente

¿Cuántas Marianas (ciudad del estado brasileño de Minas Gerais) serán necesarias para que Brasil revise su modelo de desarrollo? Ante esta cuestión, la FASE, la Red Brasileña de Justicia Ambiental (RBJA) y el Comité Nacional en Defensa de los Territorios frente a la Minería produjeron el video “No fue accidente”. Más allá de recordar a las irresponsabilidades de la compañía, que es controlada por Vale y por BHP Billiton, la producción destaca que el crimen ambiental se relaciona a una lógica que se repite por el país, así amenazando a la biodiversidad, la economía local y los modos de vida de poblaciones en varios territorios.

Animação: “Que FASE é essa?”

A animação “Que FASE é essa?” explica o trabalho da organização FASE – Solidariedade e Educação. O título é sugestivo, já que também brinca com a importância de organizações de luta por direitos e pela radicalização da democracia, como é o caso da nossa, em um contexto de crise democrática no Brasil. A produção foi elaborada em novembro de 2016, ano de golpe no país e mês em que a FASE completa 55 anos. Além de explicar quais são as atuais causas da organização, o vídeo destaca seu papel ao longo dos anos.

Vídeo explica Plano de Utilização do PAE Lago Grande

Esse vídeo foi realizado pela Federação das Associações de Moradores e Comunidades do Assentamento Agroextrativista da Gleba Lago Grande (FEAGLE), pela FASE e pela Federação das Associações de Moradores e Organizações Comunitárias de Santarém (FAMCOS). Nele, jovens convocam a população para a revisão do Plano de Utilização do território, que conta com 140 comunidades. O local fica no Baixo Amazonas, no Pará, sendo visado pelo agronegócio, mineração e hidrelétricas. O vídeo se mostra como ferramenta de mobilização contra possíveis degradações. A produção teve apoio do Fundo Dema, do STTR de Santarém, da Fundação Boll Brasil e da Fundação Ford.

Bens Comuns: Práticas e Saberes Contra-hegemônicos

Vídeo produzido pela Couro de Rato relata os objetivos e experiências do Seminário Bens Comuns: Diálogos de Práticas e Saberes Contra-Hegemônicos, realizado pela FASE, pela Rede Brasileira de Justiça Ambiental (RBJA), pelo Núcleo Tramas, pelo Movimento Águas da Gandarela, pela Sempreviva Organização Feminista (SOF) e pelo Grupo de Pesquisa Identidades Coletivas, Conflitos Territoriais e Educação Emancipatória (IFPR), com o apoio das Fundações Boll Brasil e Ford. O evento ocorreu no Rio de Janeiro, nos dias 4 e 5 de outubro. Leia a cobertura do evento: http://bit.ly/2dPPvNR.