Documentos


Campanha na Bahia apresenta resultado de 2009

A campanha Quem não deve não teme apresenta informações e análises sistematizadas do trabalho efetuado por grupos populares, ONGs, movimentos, cidadãos e cidadãs que se engajaram na fiscalização de contas públicas municipais, em dezenas de municípios da Bahia no ano de 2009. Confira o relatório referente às atividades realizadas na quinta edição da Campanha.

ACESSAR BAIXAR PDF

Mapa dos conflitos socioambientais da Amazônia

Apresentação de Powerpoint do Mapa de Conflitos Socioambientais da Amazônia Legal, um dos instrumentos pedagógicos da Campanha “Na Floresta Têm Direitos: Justiça Ambiental na Amazônia” que, construído a partir de uma metodologia participativa, busca evidenciar a degradação ambiental e o desrespeito aos direitos e modos de vida dos povos amazônicos.

ACESSAR BAIXAR PDF

DOCUMENTO DA ARTICULAÇÃO DE MOVIMENTOS SOCIAIS NA BAHIA PARA CONTINUIDADE DO DIÁLOGO COM O GOVERNO ESTADUAL

Os movimentos sociais, entidades do movimento popular, articulações, ONGs e organismos sindicais que participam da Articulação de Movimentos Sociais na Bahia, continuam se reunindo e encaminhando o processo de diálogo com o governo estadual. Desta vez, a articulação apresenta algumas reflexões, inquietações, dúvidas e propostas sobre pontos que consideram importantes para a interlocução entre a sociedade civil organizada e os novos dirigentes do governo baiano, especialmente no processo denominado PPA Participativo.

ACESSAR BAIXAR PDF

Fsm 2009: a amazônia nos convoca a renovar nosso compromisso para um outro mundo possível

O Fórum Social Mundial é um espaço aberto de encontro para o aprofundamento da
reflexão, o debate democrático de idéias, a formulação de propostas, a troca livre de
experiências e a articulação para ações eficazes, de entidades e movimentos da sociedade civil que se opõem ao neoliberalismo e ao domínio do mundo pelo capital e por qualquer forma de imperialismo, e estão empenhadas na construção de uma sociedade planetária orientada a uma relação fecunda entre os seres humanos e destes com a Terra”. A escolha da Amazônia para a realização em 2009 do FSM tem tudo para fazer jus à Carta de Princípios do Fórum.

ACESSAR BAIXAR PDF

Lei Maria da Penha

Material explicativo produzido em parceria com entidades e comissões de mulheres de paróquias da Igreja na Bahia explica o que é a Lei Maria da Penha, o que ela garante, quem pode acessa-la e quais mudanças ela representa.

ACESSAR BAIXAR PDF

Compromisso da Fase com uma Amazônia Sustentável e Democrática

O texto sistematiza a experiência de atuação da FASE na Amazônia e visa contribuir com o debate e a construção de diagnósticos, visões e propostas coletivas de alternativas sustentáveis e democráticas para a região, junto com os parceiros.

ACESSAR BAIXAR PDF

A generosidade do Capibaribe

Neste Artigo Alexandre Ramos afirma que dentre outros elementos importantes de afirmação da identidade pernambucana o rio Capibaribe é um símbolo daquela cultura. Além de cortar cidades importantes como Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Limoeiro, Paudalho, São Lourenço da Mata e Camaragibe, ao chegar em sua foz determina o espaço urbano do Recife, presenteando a cidade com uma bela paisagem de pontes e águas.

ACESSAR BAIXAR PDF

DOCUMENTO DA ARTICULAÇÃO DE MOVIMENTOS SOCIAIS NA BAHIA

Os movimentos sociais do Estado da Bahia entregaram ao governador Jaques Wagner um documento no qual apresentam alguns pontos considerados importantes para a interlocução entre a sociedade civil organizada e os novos dirigentes do governo baiano. No Seminário de Diálogo, que aconteceu em Salvador no dia 7 de março de 2007, os movimentos sociais baianos se encontraram com o governador e discutiram com ele e outros representantes do governo estadual os quatro eixos apresentados no documento, confira.

ACESSAR BAIXAR PDF

Contra informe da sociedade civil brasileira sobre o cumprimento do pacto internacional dos direitos econômicos, sociais e culturais pelo Estado brasileiro

ACESSAR BAIXAR PDF

A expansão da soja no Baixo Amazonas

Relatório de seminário realizado de 2 a 4 de dezembro de 2005 em Santarém, no Pará. “A Expansão da Soja no Baixo Amazonas” aconteceu no Centro de Formação “Chico Roque” e socializou informações e pesquisas sobre o avanço da soja no mundo, na América Latina, no Brasil e na Amazônia. Participaram 51 pessoas, lideranças e pesquisadores (as) do Pará, Maranhão, Tocantins, Rio de Janeiro e Mato Grosso, representando 33 entidades, das quais 11 Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Baixo Amazonas.

ACESSAR BAIXAR PDF

The agribusiness and monocultures: diagnoses and proposals from fase to be debated with its partners

This text intends to systemize FASE ́s experiences and actions in facing the agribusiness and the monocultures, and aims to contribute for the debate and the building of diagnoses, visions and collective proposals along with our partners.

ACESSAR BAIXAR PDF

Agronegócio e monoculturas: diagnóstico e propostas da Fase para o debate com perceiros

Este texto sistematiza a experiência de atuação da FASE frente ao agronegócio e as monoculturas: “estamos em particular no “front”, presentes no território, lá onde populações rurais e florestais estão sendo pressionadas e expulsas pela cana, pela soja ou pelo eucalipto. Contribuímos na assessoria direta às associações de agricultores e agricultoras familiares e agroextrativistas que praticam a economia solidária e a agroecologia. Apoiamos os atingidos por monoculturas e produzimos estudos para a defesa de direitos”.

ACESSAR BAIXAR PDF

Cidades Justas e Democráticas na Amazônia

O Caderno “Cidades Justas e Democráticas na Amazônia”, produzido pela FASE, faz parte da série “Debates na Amazônia” e traz os textos que serviram de subsídio para o debate realizado no seminário que levou o mesmo nome do caderno. O seminário “Cidades Justas e Democráticas na Amazônia”, promovido pela Fase Programa Amazônia/Pará em parceria com o GT Urbano do Fórum Amazônia Oriental – FAOR e com o Fórum Metropolitano de Reforma Urbana – FMRU, com o apoio da Fundação Rosa Luxemburgo, aconteceu em julho de 2004, no município de Ananindeua – Pará.

ACESSAR BAIXAR PDF

Apresentação ICC – Banco do Povo

Traz dados interessantes sobre a população atendida pela Instituição Comunitária de crédito Itabuna Solidária, ou o Banco do Povo de Itabuna, no ano de 2005. Demonstra em percentuais a etnia, escolaridade, sexo e faixa etária, dentre outras informações, dos empreendedores beneficiados pela ICC.

ACESSAR BAIXAR PDF

Entidades criam agenda de desenvolvimento

A Plataforma de Desenvolvimento para a Amazônia apresenta propostas e posicionamentos políticos das entidades que participaram do Seminário Amazônia Sustentável e Democrática e pauta uma agenda prioritária para a região.

ACESSAR BAIXAR PDF

Manifesto dos trabalhadores e trabalhadoras agroextrativistas de Gurupá

Entidades representativas do município de Gurupá, participantes do I Encontro Municipal sobre o Manejo Comunitário dos Recursos Naturais, realizado no rio Uruaí, na sede da Casa Familiar Rural de Gurupá, nos dias 09 e 10 de junho de 2006, lançam o Manifesto dos trabalhadores e trabalhadoras agroextrativistas de Gurupá.

ACESSAR BAIXAR PDF

Água e Cidadania

“A água é substância fundamental para a existência da vida no planeta, mas devido ao seu mau uso, também provoca destruições, catástrofes, conflitos e mortes”. Leia artigo de Alexandre Ramos, educador da Fase sobre a questão da água como um direito humano.

ACESSAR BAIXAR PDF

Avaliações e reflexões de diretores, coordenadores e assessores da FASE de 2005

ACESSAR BAIXAR PDF

Política ambiental do governo Lula para a Amazônia

Conheça o texto Política ambiental do governo Lula para a Amazônia, de Jean Pierre Leroy, publicado no Relatório da Rede Social de Justiça Social e Direitos Humanos. Direitos Humanos no Brasil 2005. Rede Social de Justiça Social e Direitos Humanos (www.social.org.br), São Paulo.

ACESSAR BAIXAR PDF



Enviando sua mensagem