Unidiversidade: Ser Político

Esta edição do Unidiversidade, programa do Canal Saúde/FioCruz, fala sobre o “ser político”. Os debates abordaram o desencanto com a “política profissional” e discutiram a participação via diversos movimentos e grupos políticos. Qual é a importância do ser político dentro da sociedade atual? Gravado na Rede Mobilizadora Meu Rio – RJ, o programa contou com a participação de Rachel Barros, educadora da FASE no Rio de Janeiro, e foi exibido em 22 de junho de 2015.

Cartografia Social: Olhares de Jovens da Maré

Este vídeo mostra um pouco do trabalho de Cartografia Social realizado, ao longo de 2014, pela FASE, em parceria com a Conexão G, no Conjunto de Favelas da Maré, no Rio de Janeiro. Jovens entre 14 e 29 anos construíram um mapa com impressões pessoais e coletivas após participarem de oficinas e realizarem visitas pela região. Dessa forma, compartilharam e adquiriram conhecimentos, fortalecendo suas identidades ao perceberem mais o local onde vivem.

Que crescimento é esse? Fala sério!

Para Aercio de Oliveira, da FASE, a realidade da região metropolitana do RJ confirma tese de obra do economista francês Thomas Piketty

Porto Maravilha: violações e resistências onde nasceu o Rio de Janeiro

A ideia de “ordem e progresso”, comumente utilizada para a construção de grandes obras urbanísticas, atrelou-se à justificativa da realização dos grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016

50 Anos da refinaria de Caxias (RJ) e a Expansão Petrolífera no Brasil

Inaugurada com há 50 anos, a refinaria Duque de Caxias e o Polo Petroquímico que se formou no seu entrono estão entre os principais poluidores atmosféricos da Baixada Fluminense. Ao longo dos anos, essas industrias, além de expor moradores a situações de riscos diversas, também contribuíram com o processo de degradação da Baía de Guanabara, afetando seus ecossistemas e comprometendo as condições e modos de vida das populações que ali residem e trabalham.

Filosofia da práxis na Baixada Fluminense

Em memória de Ítalo Lopes dos Passos, jovem morador da Baixada Fluminense, Cunca Bocayúva analisa a desvalorização da vida no capitalismo periférico que se desenvolve de maneira desigual e combinada contra o corpo da juventude, na classe média pelo excesso e pelo consumo reificado, nas classes populares pela violentação direta e pelo encarceramento

Artigo: As metrópoles brasileiras e o capitalismo rentista-financieiro

“Nem tudo que é encarado pode ser mudado. Mas nada pode ser mudado até ser encarado”

Carta Pública: “Não há outra opção: a opção é cuidar da Mãe Terra”

O Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Socioambiental (FMCJS), do qual a FASE é parte, divulga a Carta Pública “Não há outra opção: a opção é cuidar da Mãe Terra”, resultado do debate coletivo durante o Seminário Nacional 2021, realizado virtualmente em novembro.

Edital de Seleção para Analista Administrativo Financeiro (a)

A FASE está selecionando profissional para atuar como Analista Administrativo Financeiro (a) em sua sede nacional, no Rio de Janeiro. O salário base é de R$ 4.689,74 (mais benefícios) e a contratação irá acontecer, preferencialmente, a partir de 01 de março de 2022

NOTA DO FÓRUM DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E JUSTIÇA SOCIOAMBIENTAL

Confira a nota do Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social (Núcleo Rio de Janeiro), escrita em parceria com o programa da FASE no estado sobre a tragédia na cidade de Petrópolis, na região Serrana. Nela, explicamos como o desastre não foi algo natural, nem inesperado e manifestamos nosso profundo pesar pelas mais de 200 vítimas desta tragédia, que já está entre uma das maiores do país.

“Se eles não fazem nada, faremos tudo daqui”: a voz das favelas na luta contra a violência policial

Em artigo publicado no informativo “Radar Covid-19”, da Fiocruz, Rachel Barros, educadora do programa da FASE no Rio de Janeiro, fala sobre a violência policial nas favelas cariocas

Organizações da Sociedade Civil enviam carta à ALERJ se colocando contra à privatização da CEDAE

Campanha Água Boa para Todos, da qual a FASE faz parte, solicita aos parlamentares a realização de uma audiência pública em caráter de urgência até o dia 30/04/2021 convocando profissionais do Tribunal de Contas e do Ministério Público e da Defensoria Pública do estado e representantes do Gaema, Instituto Rio Metrópole, ONDAS, FIOCRUZ, UFRJ, UFF, UEZO e da para que possam prestar esclarecimentos.

O elo entre a crise do Rioprevidência e a privatização da Cedae

Além de ser alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), o RioPrevidência já foi objeto de investigação do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e do Ministério Público Estadual. Esse é o tema do artigo de Caroline Rodrigues, assistente social e educadora popular da Fase, que discute juntos com outros autores o papel do banco francês BPN nos escândalos de corrupção que aconteceram no estado.

FASE doa 500 cestas agroecológicas em Manguinhos e ocupações no Rio

Parceria entre FASE e CEDAC contou com apoio da Brigadas Populares, Fórum Social de Manguinhos e Movimento Mães de Manguinhos

Em Carta, Fórum de Mudanças Climáticas defende outro modelo de desenvolvimento

Com título “Não há outra opção: a opção é cuidar da Mãe Terra”, documento alerta para falsas soluções as consequências que já atingem os biomas

Entre distopias e utopias urbanas

Em meio a um mundo ambivalente, em que coexistem distopias e utopias, a FASE completa 60 anos de existência. Um feito que merece comemoração, ainda que pese a dura realidade.

NOTA DE APOIO A ADPF 635

A iniciativa Direito à Memória e Justiça Racial apresenta seu posicionamento e completo apoio às propostas da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF 635), que foi ajuizada em novembro de 2019 no Supremo Tribunal Federal (STF) e questiona a política de segurança pública genocida realizada pelo Estado do Rio de Janeiro. A ADPF 635 propõe que o Estado do Rio de Janeiro elabore e encaminhe ao STF, no prazo máximo de 90 (noventa) dias, um plano de redução da letalidade policial e controle de violações de direitos humanos pelas forças de segurança fluminenses, que contenha medidas objetivas, cronogramas específicos e previsão dos recursos necessários para a sua implementação.

FASE Rio vai premiar jovens artistas periféricos

As inscrições para o concurso cultural devem ser enviadas até dia 22 de novembro e os ganhadores vão receber R$ 800

Aercio Oliveira é homenageado em memorial da resistência da Baixada Fluminense

Construir uma memória coletiva do povo preto e pobre é estruturar um processo de reparação simbólica e de justiça racial, ainda mais com aqueles que…

Análise: PL 3261/19 é inconstitucional e viabiliza o monopólio privado no setor de saneamento

Análise do Substitutivo ao Projeto de Lei 3261/2019, aprovado na Comissão Especial da Câmara dos Deputados em 30/10/2019, conclui que ao propor atualizar o marco regulatório do saneamento básico, o PL, na verdade, busca viabilizar o monopólio privado no setor de saneamento e contém vícios de inconstitucionalidade que ferem o pacto federativo. O documento foi elaborado pelos integrantes do ONDAS (do qual a FASE é parte).